CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DOR




Dor

 

 

As dores só sente quem as tem,

Elas não se ouvem nem se vêem,

Não se mostram, estão escondidas,

E são sempre inimigas,

De quem as possui sem as pedir,

Entram depressa e nunca saem a fugir.

 

As dores do corpo doem tanto,

Mas as dores da alma causam pranto,

E por vezes são muito mais dolorosas,

Causadas pelo símbolo das rosas,

Ou de uma traição que não se espera,

São sempre reais e não uma quimera.

 

Dor só sente quem tem vida,

E só desaparece quando é perdida,

Acabou tudo, a alegria e o sofrimento,

E até o próprio pensamento,

Já não há lágrimas e nada acontece,

Porque já nada existe, tudo desaparece.

 

Por isso, eu quero sentir a minha dor,

Seja ela física ou de amor,

Quando se sente algo no corpo ou na mente,

Eu não fico triste, fico contente,

Posso chorar e rir ao mesmo tempo,

Porque estou vivo, sinto o vento.

 

Quando nada acontece vem a tristeza,

Esta ninguém chama, ninguém a deseja,

Mas ela anda, existe e aparece no olhar,

E nunca nos pede licença para entrar,

A alegria, essa sim, queremos que aconteça,

E da nossa alma nunca se despeça.

 

A dor só se ouve se alguém der um ai,

E uma lágrima espontânea vem e vai,

O seu destino é cair no chão,

E, se antes de ela cair passarmos a mão,

Entra na nossa pela e nada se perde,

E ela torna a aparecer porque se ergue.

 

A dor vai, a dor vem,

Ela não tem voz, só incomoda quem a tem,

E todos passam e ninguém sabe de nada,

É tão subtil, ora se acende ora se apaga,

Eu quero senti-la e matá-la se eu puder,

Eu só posso senti-la e apagá-la se eu viver.

 

 

Tavira, 19 de Setembro de 2011-Estêvão

Submited by

sábado, agosto 24, 2013 - 11:23

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 211 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.395 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 889 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.362 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.320 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.734 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 962 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.364 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.388 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 967 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.548 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.192 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.045 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.257 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.156 12/21/2016 - 10:58 Português