CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DORA

DORA

 

 

 

Dora, Dorita, Dora, és menina,

Tens uns lindos negros numa cara linda,

Parecem dois faróis, iluminando o caminho,

És bonita como uma rosa de corpo franzino,

És mulher, tens juventude, tens fulgor,

E até nos teus passos mostras amor.

 

Dora menina és humilde mas receosa,

Tens o andar apressado e o perfume de uma rosa,

Tens tantos olhos apontados para ti,

Quando na rua passas, por aqui ou por ali,

E tu baixas o teu olhar no teu andar delicado,

Mas, é firme nunca é precipitado.

 

Alguém segue os teus passos e ficas nervosa,

Vais deixando pelo caminho o teu perfume de rosa,

Rosa vermelha, símbolo do amor que tens no coração,

Nunca tenhas medo de olhar para o chão,

Que vais pisando no teu andar premente,

És como uma delicada flor e o teu coração sente.

 

Dora, abre a tua janela e olha o azul do céu,

É tão lindo como tu e por isso ele te deu,

Uma alma boa e ar tão tranquilizante,

Por isso a vida te fez para seres importante,

Sem vaidade no teu andar ou no teu olhar,

E faz bater qualquer coração com vontade de amar.

 

Dora menina, singela tens os passos cuidados,

Leva a vida contigo e olha para todos os lados,

Vê o que se passa à tua volta, pensa no tempo,

Segue-o sempre e vive-o a todo o momento,

Ainda tens um passado curto e um futuro comprido,

Não deixes passar o tempo, sem que lhe dês um sorriso.

 

 

 

Tavira, 24 de Setembro de 2012- tio Zé

Submited by

quarta-feira, fevereiro 10, 2016 - 15:51

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 357 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 263 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 233 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 694 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 935 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 918 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 750 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.039 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.128 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 531 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 638 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 726 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 671 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 716 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 820 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 636 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 738 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 570 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 650 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 694 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 733 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.471 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.275 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 747 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 634 12/07/2016 - 12:01 Português