CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

E ASSIM VOU PENSANDO

 

                                              E assim vou pensando                                                   

 

 

Com tudo isto, apenas sei, que, quanto mais sei mais dúvidas tenho,

Quanto maior são as minhas necessidades, mais aguçado é o meu engenho,

Quanto mais subo mais alto eu quero chegar,

Mas a minha ambição também me pode matar,

Quanto mais curiosidade eu tenho, mais curiosidade eu ganho,

Quanto mais sucesso eu tenho, maior é o meu tamanho,

Quanto mais dinheiro eu tenho mais dinheiro eu quero ter,

Não pedi para nascer mas, também, nunca pedirei para morrer.

Por mim, tenho força de vontade para ser eterno,

Mas tenho medo das torturas do inferno,

Mas, como eterno eu nunca serei,

Com toda a força de vontade eu viverei.

Até que todas as minhas forças sucumbam sem ter vontade,

Mas tenho de obedecer ao tempo da minha idade,

Não por vontade minha, por ordem da Natureza,

A quem eu não consigo desobedecer, é ela que manda e daqui me despeja.

Mas, enquanto as suas ordem não chegarem até mim,

Eu viverei o tempo que ela me destinou, com os meus sonhos e andarei por aqui,

Com amor pela vida para mim e para oferecer,

Sem nada em troca querer,

O amor que eu tenho ninguém mo pode tirar,

Enquanto eu viver e puder pensar,

E quando deixar de ter o meu próprio pensamento,

Pedirei com todas as minhas forças à Natureza que acabe com o meu tormento,

Mas se ela não me ouvir, eu tenho de viver como sou,

Mas sem pensamento, não sou eu, o meu eu acabou,

Nestas condições já nada sou, apenas vivo sem saber,

À espera que o tempo me faça o favor de mandar morrer.

A minha sabedoria teve um princípio e também há-de chegar a um limite

Como tudo o que tem vida, aparece, desaparece, é finito,

Nisto tudo eu não queria pensar como estou só neste momento,

Eu tenho que dar asas ao meu pensamento,

Para a manutenção do meu cérebro e que nunca fique bloqueado,

Por isso eu quero sempre pensar e nunca ficar parado,

Vivendo com alegria sempre que puder,

De braço dado com os meus filhos, os meus netos e a minha mulher,

Porque sem eles a minha vida não faria sentido,

Assim, eu vou vivendo com o dever cumprido.

 

 

Tavira, 8 de Outubro de 2011-Estêvão

 

 

Submited by

quarta-feira, janeiro 8, 2014 - 11:43

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Intervenção ESQUECIDOS 0 973 05/02/2012 - 09:20 Português
Poesia/Geral CAI NEVE 0 1.545 07/03/2012 - 14:10 Português
Poesia/Amor O MEU MENINO 0 626 06/28/2012 - 08:37 Português
Poesia/Meditação HOMENS 0 296 02/08/2013 - 10:19 Português
Poesia/Amor MARIA DA FONTE 0 560 02/08/2013 - 10:14 Português
Poesia/Pensamentos ATROPELOS 0 587 06/27/2012 - 08:56 Português
Poesia/Pensamentos PESCADOR 0 469 06/27/2012 - 08:53 Português
Poesia/Dedicado VOU MAS VOLTO 0 911 06/27/2012 - 08:47 Português
Poesia/Dedicado O DIA DOS MEUS ANOS 0 334 04/04/2013 - 08:50 Português
Poesia/Meditação GANHAR UM AMIGO 0 435 05/12/2013 - 10:19 Português
Poesia/Meditação CEDO APRENDI 0 472 06/26/2012 - 09:27 Português
Poesia/Meditação MUDAM-SE OS TEMPOS 0 478 06/26/2012 - 09:16 Português
Poesia/Pensamentos VELAS AO VENTO 0 919 06/26/2012 - 09:09 Português
Poesia/Meditação PAISAGEM SENTIDA 0 513 02/19/2014 - 11:16 Português
Poesia/Meditação QUEM ME DERA! 0 322 04/10/2013 - 08:57 Português
Poesia/Meditação O MANTO INFINITO 0 218 04/22/2013 - 09:44 Português
Poesia/Meditação O TEU CAMINHO 0 441 05/06/2013 - 08:49 Português
Poesia/Alegria QUERO SONHAR 0 406 04/22/2013 - 09:48 Português
Poesia/Meditação UMA NOITE SÓ 0 392 04/01/2013 - 08:37 Português
Poesia/Amor AUSÊNCIA 0 2.260 04/01/2013 - 08:42 Português
Poesia/Amor PRECISO DO TEU SORRISO 0 289 05/29/2013 - 08:33 Português
Poesia/Meditação O TEMPO NÃO SE QUEIMA, VIVE-SE 0 453 04/05/2013 - 08:59 Português
Poesia/Meditação OS MEUS OLHOS NÃO ME CONHECEM 0 167 02/08/2013 - 10:10 Português
Poesia/Meditação NEM TUDO O QUE É DOCE É BOM 0 378 04/05/2013 - 09:04 Português
Poesia/Dedicado QUEM RIU DE MIM 0 332 02/24/2016 - 10:23 Português