CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

E OS CORPOS... PORQUE SE ESCONDEM?

 

 

 

 

 

E OS CORPOS... PORQUE SE ESCONDEM?

 

Estico-me… toco-te…
E sinto que me sentes…
Perto do que sinto
Só se mentindo
Me digas que me não sentes
Tão perto quanto eu te sinto…
É uma forma de sofrimento
Às vezes um lamento
Surdo te pedindo
Te encostes docemente…
Nem que por segundos
Eu vá medindo
O tempo, em que pelos fundos
Teremos de fugir, correndo…
Porquê tão perto, sem nos tocarmos?
Porque gritamos sem nos ouvirmos?
Porque nos amamos sem corpo?
Estaremos... ainda?
Mas eu toco… e sinto… sinto que sentes…
… Porquê?…
… Porque te sinto?...

 

Rzorpa
 

Submited by

segunda-feira, setembro 26, 2011 - 22:05

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

RZorpa

imagem de RZorpa
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 41 semanas
Membro desde: 06/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 685

Comentários

imagem de Teresa Almeida

A finura do traço acompanha

A finura do traço acompanha este "lamento surdo"

Um desejo tão intenso, terno e leve que, "só de pensar se pode partir".

Uma presença ausente

tocante!

 

Um xi coração.

imagem de RZorpa

Se...

Se um cristal, frágil na sua fase de formação, se expressasse por palavras, imagino-o a expressar-se assim... como se tocar quisesse, encantando tudo o que tocasse!

Obrigado Teresa pela sensibilidade e pela poesia que nos ofereces sempre!

Xi coração

imagem de Agnes

Restaram-se as vestes alvas

Restaram-se as vestes alvas da pureza,

singela lembrança doce daquela ilusão

e se o amor for uma mancha de sangue

no meu céu de estrelas azuladas?

Sinto que o meu sentir é um sentimento

vago, anseio atemporal de ir além

poços profundos, d'agua cristalina

feitos dos retalhos d'alma tua

que infintamente procura

um sentido que traga diferença...

 

my friend, your poetry is beautiful, congratulations!

 

beijinhos da Agnes

imagem de RZorpa

O próprio amor é um

O próprio amor é um sentimento vago
De insustentáveis formas e movimentos
De imprevistos, ardentes e suaves condimentos
Que cede ou ressurge ao mais imperceptível, soprado afago…

É bom receber-te aqui, Agnes. Obrigado

Beijos do Rui :))
 

imagem de Agnes

Restaram-se as vestes alvas

Sorry, repeated

imagem de RZorpa

Por quem Sois :))...Não por

Por quem Sois :))...Não por isso!

Rui

imagem de MariaButterfly

Sei que me sentes, mas no

Sei que me sentes, mas no meio existe a incerteza,
O que sinto será de mim?

Gostei muito da tua poesia,
Uma bonita poesia de Amor.

Gosto muito dessa música!


Beijo
 

imagem de RZorpa

Sei que sabes, o que sinto

Sei que sabes, o que sinto por vezes…
O que de ti vem e o finíssimo sentir que não me deixa mentir, sobre as incertezas de um ser imperfeito. Que não evita que a dúvida se torne num ponto de pressão para se pôr em causa e, por vezes, quando consegue ultrapassar-se, para crescer também,  prosseguindo em novas imperfeições... 

As palavras e a forma como se entrelaçam, buscam apenas a expressão do extravasar da tensão, esperando que a partilha pacifique o espírito, por vezes incontido! E essa partilha precisa de pessoas, assim, como tu. Obrigado por estares, sempre!

Beijo   
 

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of RZorpa

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado PORQUE HOJE, TE BEIJARIA SEM FIM... 4 1.066 05/10/2012 - 18:23 Português
Poesia/Dedicado "MEU AMOR?"... MAIS QUE UM LIVRO! 19 2.574 02/23/2012 - 11:22 Português
Poesia/Dedicado A TI, DESTINADO PERFUME... 7 1.236 02/05/2012 - 16:41 Português
Poesia/Dedicado CUMPLICE QUE ME ROUBAS A DOR… 6 1.660 01/02/2012 - 01:02 Português
Poesia/Dedicado EM LOUCOS DEVANEIOS FRENTE AO POETA, SENTADO... 22 2.194 11/29/2011 - 05:12 Português
Videos/Poesia ETERNAMENTE... 6 1.859 11/28/2011 - 13:19 Português
Fotos/Eventos "Meu Amor?" - TODOS SERÃO POUCOS... 6 1.772 11/16/2011 - 04:57 Português
Poesia/Dedicado QUE NUM MOVIMENTO, ME ARRANQUE DE TI… 11 1.868 11/16/2011 - 04:38 Português
Poesia/Dedicado TODOS SERÃO POUCOS... MAS CADA ABRAÇO, TERÁ O TAMANHO DO MUNDO! 17 1.666 11/01/2011 - 14:36 Português
Poesia/Dedicado SINTO MUITO, MEU AMOR... 3 1.591 10/31/2011 - 00:20 Português
Poesia/Dedicado O TODO - Corpo e Alma...! 39 3.519 10/24/2011 - 23:49 Português
Fotos/Outros MEU AMOR? 8 1.626 10/22/2011 - 17:00 Português
Poesia/Dedicado ALBUFEIRA, A LAGOA ONDE O SONHO SE PÔS, COM O SOL… 2 1.416 10/18/2011 - 06:40 Português
Poesia/Dedicado O PASSO A PASSO DE UM TODO - O mais importante dos passos 7 1.920 10/17/2011 - 20:43 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - Fragmentos 8 1.854 10/15/2011 - 16:41 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - Post Scriptum 6 1.112 10/10/2011 - 02:07 Português
Poesia/Dedicado O DESEJO QUE O MEU DESEJO TEM, DE TANTO DESEJAR… 15 2.667 10/10/2011 - 01:10 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - O titulo 2 996 10/08/2011 - 06:16 Português
Poesia/Dedicado MARIA 6 1.447 10/06/2011 - 22:12 Português
Poesia/Dedicado E OS CORPOS... PORQUE SE ESCONDEM? 8 1.557 09/30/2011 - 06:41 Português
Poesia/Dedicado FIO QUE SE DESVANECE, DOENDO... 13 1.876 09/26/2011 - 06:29 Português
Poesia/Fantasia O PODER QUE O SONHO DÁ, DE SER… 6 1.152 09/22/2011 - 21:22 Português
Poesia/Dedicado NA VULNERABILIDADE DO SUPLÍCIO... 4 2.257 09/07/2011 - 01:49 Português
Poesia/Dedicado O QUE ME DIZ O VENTO, DAQUILO QUE O TEMPO TE DIRÁ … 0 1.610 09/05/2011 - 18:00 Português
Poesia/Dedicado UM DIA CHEGARÁ, EM QUE ATÉ O SONHO DESISTIRÁ… 1 1.347 08/25/2011 - 19:02 Português