CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Encontro adiado

Quieto distraído, abstraído ou perdido
Não percebeste que eu cheguei
Brejeira e faceira para te conquistar
Meu perfume invadiu o ambiente
Era um bar de esquina esquecido
No tempo e no espaço do lugar algum
Continuaste impassível ao meu perfume
Meu olhar nada te atraia, nem te mexias
Minha voz nem ouvias ou percebias
Mas eu queria te conquistar
Tinha te visto há dias queria te conquistar
Sentei-me na mesa do lado da tua
Parecias ao meu perfume sentir
Mas impassível continuavas distante
Brejeira já inquieta estava que mistério é este
Quem resistiria a tal perfume, cheiro de vida
Porque não via minha presença, não sentia
Como poderia me fazer presente a tal criatura
Cantarolei uma música de tempos perdidos
Impassível não perceberias não sentirias
Minha presença, meu jeito brejeiro
Fiquei a mesa do bar a esperar inquieta
Levantaste e saíste a passos largos
Sentida fiquei eu te queria agora te perdia
Quando do bar saia percebi
Que não mais o veria
Olhei para o lugar e percebi
Nada havia lá bar não tinha
Era apenas um terreno baldio
Nosso encontro tinha sido adiado

Submited by

sábado, junho 27, 2009 - 04:24

Poesia :

No votes yet

marialds

imagem de marialds
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 19 semanas
Membro desde: 03/31/2009
Conteúdos:
Pontos: 2887

Comentários

imagem de Poetaminas

Re: Encontro adiado

Garanto que este sonho virou poema. Muito lindo, amiga!!! gostei! beijos

imagem de csantos

Re: Encontro adiado

gostei
parabens
beijo
cs

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marialds

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Separação 0 1.083 07/22/2015 - 19:11 Português
Poesia/Geral Veja 0 1.469 07/19/2014 - 02:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.056 03/02/2014 - 01:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.358 03/02/2014 - 01:47 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.063 03/02/2014 - 01:41 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 1 1.706 12/20/2013 - 20:17 Português
Prosas/Outros Frase 0 1.219 11/27/2013 - 23:50 Português
Fotos/Natureza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 2.071 11/27/2013 - 23:44 Português
Poesia/Geral Noite de Solidão 0 1.528 11/27/2013 - 22:23 Português
Poesia/Geral Fria Madrugada 2 1.832 11/27/2013 - 21:34 Português
Poesia/Geral Cotidiano 2 1.445 11/17/2013 - 23:57 Português
Poesia/Fantasia Ser em Sombras 0 1.090 05/11/2013 - 23:30 Português
Poesia/Geral A Flor da Pele 2 1.474 06/24/2012 - 20:48 Português
Poesia/Geral Solidão de nos Dois. 2 1.278 06/17/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Passagem 0 1.072 06/17/2012 - 01:57 Português
Poesia/Geral Momentos 1 1.691 03/30/2012 - 09:04 Português
Poesia/Geral Teu Perfume 0 1.628 03/30/2012 - 04:04 Português
Poesia/Geral Espectro 0 1.341 03/30/2012 - 03:56 Português
Poesia/Geral Na Face do Menino 2 1.515 01/22/2012 - 02:59 Português
Poesia/Geral Tombados 0 1.120 01/21/2012 - 02:32 Português
Fotos/Paisagens Estrada de nuvens. 0 3.160 01/15/2012 - 21:38 Português
Poesia/Haikai Sem Titulo 0 1.488 01/15/2012 - 21:00 Português
Poesia/Haikai Sem Título 0 1.178 01/15/2012 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.266 01/15/2012 - 20:56 Português
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.533 09/17/2011 - 04:15 Português