CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ENSINA-ME A DESPIR-TE

 

Tiro-te a roupa como quem desfolha
as páginas de um livro.

Um daqueles livros que não cansa
ler durante toda a vida.

Vou despir o teu corpo,
lê-lo ao pormenor para entender
o que te traz luminosa fogueira tão viva.
Quero saber de cor a tua áurea resplandecente
neste bom sentimento de amar como nunca antes
amei alguém.

Vou ler todas as tuas palavras, soletrar todos os teus desejos.

Quero escrever poemas de mim no teu silêncio,
completar-te as entrelinhas vazias para aprender
as tuas formas de mulher.

Quero aprender a tocar-te, saber o que te faz estremecer.

Em cada parte do teu corpo
que vou despindo na minha alma,
pauso na história da tua vida.

És tão bonita na minha alma quando estás nua,
brilhas mais linda nos meus olhos
do que qualquer lua-cheia.

Todo o teu corpo é um romance de amor,
cada milímetro da tua pele é um arrepio louco
que jamais esquecerei.

Dispo-me também para te abraçar repleto de alma,
todo o meu corpo sente o teu calor qual vulcão
moldasse um novo mundo.

Tenho-te em mim tão quente que me sinto
hipnotizado a sorver paixão dos teus lábios
onde me dás a provar a tua jovialidade.

Quero acordar, mas o teu perfume
de violeta e canela deixa-me em coma profundo
onde tudo é luz nascida dos teus olhos.

Dissolvo as minhas mãos na tua nudez
que aos meus olhos é um esplendor de prazer.

Aperto-me contra o teu corpo que ferve na minha pele,
levito como um louco sem perder a consciência
de te amar.

Sinto cada momento da tua nudez
como se um cometa soltasse
a maior cauda cintilante de sempre.

És estrela cadente que me leva a delirar
num rasto de emoção infinita.

Acredita, ao deitares-te sobre mim saio fora de mim,
parto para galáxias às quais darei o teu nome.

O encontro das nossas almas nuas,
é um devaneio como se um eclipse de flores
coloridas nos pintasse com novas cores.

É com essas novas cores que te vou amar sob arco-íris
em forma de coração até ao fim dos tempos.
 

Submited by

sábado, janeiro 15, 2011 - 23:30

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de natalianuno

Viver o amor em toda a sua

Viver o amor em toda a sua plenitude, docemente

na teimosia de sonhar tudo.

Lindo! Adorei.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor AMAR É SER SOL E LUA 6 1.218 07/03/2009 - 05:22 Português
Poesia/Desilusão CAIXÃO 7 843 06/18/2009 - 23:35 Português
Poesia/Geral AJO 1 1.440 05/21/2009 - 03:23 Português
Poesia/Amor QUERO 1 814 05/19/2009 - 15:09 Português
Poesia/Meditação EU... 4 2.688 05/19/2009 - 14:24 Português
Fotos/Outros O.V.N.I 6 1.495 05/18/2009 - 14:26 Português
Prosas/Pensamentos ÁRIES 2 1.587 05/11/2009 - 03:56 Português
Poesia/Paixão TU 1 1.289 05/11/2009 - 03:14 Português
Poesia/Meditação NOITE 3 2.074 05/05/2009 - 10:28 Português
Poesia/Amor QUÃO BELA É A MULHER 2 2.088 09/24/2008 - 13:04 Português