CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Eroticus II – Iniciação

Um jovem corpo, ainda virgem,
Que inicia uma epopeia,
Tão longe do mal como do bem,
Por vias percorridas por ninguém
E cantando como uma sereia.

Aproxima-se duma cama,
Cheia de puros brancos lençóis,
Logo uma incandescente chama
Seus belos azuis olhos inflamam
Com uma luz igual a mil sois.

Uma aurora repleta de medo,
Foi encher aquele coração.
Era um receio pelo segredo,
Daquele quarto agora ledo;
Era medo da sua paixão.

Lentamente ela foi-se despindo,
Deixando a roupa ao acaso,
Naquele chão, sempre sorrindo,
Vendo a chuva sempre caindo,
Molhando um ou outro verde vaso.

Foi-se deitar na cama, já nua,
Alguém a cobria de mil beijos;
Lhe beijava a sua pele de lua
E passava-lhe com a língua
Nos frutos, na fonte dos desejos.

Teve um frio arrepio na espinha,
Todo o feminino corpo tremeu,
Perdeu alguma coisa que tinha.
Logo uma sanguínea linha
Todo o seu belo corpo percorreu.

Algumas lágrimas de alegria
Desceram pelo seu jovem rosto,
Já não sabia o que sentia,
Algo de muito estranho vivia,
A antiga tinha agora deposto.

Era mulher, era diferente,
Algo alterara a sua vida.
Pensava agora com outra mente,
Nada era como antigamente,
Tinha mais alegria sentida.

Levantou-se e, ainda sonhando
Com aqueles suaves momentos,
Cobriu o seu belo corpo, pensando
Que a maior dor acaba passando,
Surgindo mil doces sentimentos.

O bem passa a mal e o mal a bem.
Este é o segredo da natura,
Descoberto pela antiga virgem,
Naquele quarto, casa de ninguém,
Onde compreendeu o ser pura.

24.10.1992

Submited by

segunda-feira, abril 11, 2011 - 16:39

Poesia :

No votes yet

gaudella

imagem de gaudella
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 44 semanas
Membro desde: 03/26/2011
Conteúdos:
Pontos: 346

Comentários

imagem de Alawara

li todos XD

li todos XD

imagem de Lia Helena Giannechini

bonito seu poema erotico..

bonito seu poema erotico..

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of gaudella

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Sweet angel. Sweet angel, with golden wings 0 583 01/05/2012 - 01:49 inglês
Poesia/Amor I’ve got a Rose Shaped Heart 0 585 01/05/2012 - 01:40 inglês
Poesia/Amor C’roa d’ouro na tua cabeça, 0 521 01/05/2012 - 01:32 Português
Poesia/Soneto Já fui uma bala, uma ‘spada 0 583 06/04/2011 - 00:42 Português
Poesia/Soneto Eu tenho um calhau como coração 0 592 06/04/2011 - 00:40 Português
Poesia/Erótico Eroticus II – Iniciação 2 1.003 05/15/2011 - 22:16 Português
Prosas/Fábula The Tiger And The Monkey 0 1.580 05/13/2011 - 16:26 inglês
Poesia/Geral Adeus Campeão (A Ayrton Senna) 1 625 05/01/2011 - 12:37 Português
Poesia/Soneto Sabes que podes contar comigo 1 831 04/28/2011 - 20:58 Português
Poesia/Soneto Sábado à Noite 1 777 04/21/2011 - 15:24 Português
Poesia/Geral Goldwasser (incomplete) 0 1.122 04/14/2011 - 13:21 inglês
Poesia/Erótico Eroticus I – O Banho 0 751 04/11/2011 - 16:40 Português
Poesia/Erótico Eroticus III – Sonhos de Cabedal 0 863 04/11/2011 - 16:36 Português
Poesia/Geral Aos senhores da guerra 1 730 04/09/2011 - 22:29 Português
Poesia/Geral Vida Incógnita 0 502 04/09/2011 - 14:23 Português
Poesia/Amor Ad Aeternum… Of dark and Bright… 1 1.247 04/08/2011 - 23:06 inglês
Poesia/Geral A Espada da Liberdade 1 830 04/06/2011 - 14:52 Português
Poesia/Geral Twelve grapes 0 1.104 04/05/2011 - 02:43 inglês
Poesia/Fantasia The Sword, The Eagle and The Dragon 1 1.098 04/03/2011 - 04:14 inglês
Poesia/Soneto Deixem que vos conte a ‘stória 2 928 03/31/2011 - 17:18 Português
Poesia/Soneto Já não tenho palavras p’ra te dizer 2 626 03/31/2011 - 03:13 Português
Poesia/Soneto Co’o rosto dum anjo celeste 1 677 03/29/2011 - 20:55 Português
Poesia/Amor Sempre. Sempre estarei aqui, por ti. 1 718 03/29/2011 - 20:43 Português
Poesia/Geral Contrabandista 1 810 03/29/2011 - 20:40 Português
Poesia/Soneto Ópio dos poetas 1 1.004 03/29/2011 - 20:32 Português