CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Este nosso canto chamado Portugal

Este nosso Canto Chamado Portugal

Acordar para lutas de mudanças de mentalidade, de novos horizontes, de novas conquistas pessoais.
Este nosso povo canta o nome Portugal. Enorme na generosidade como a videira que produz nas encostas xistosas do meu Douro mal-amado.
Este nosso povo que sofreu com uma ditadura penosa, uma guerra colonial, uma migração constante com mulheres casadas feitas viúvas por maridos sedosos da aventura e da procura
De uma vida melhor.
Sim Portugal com sua originalidade, com seu canto de seu povo único e hospitaleiro.

Fado nosso que nós temos na alma e serve de veículo para fomentar saudade e lembrar paixões mal ou bem-amadas.
Em Deus encontramos uma força sublime e fazemos procissões com fé inabalável que comove qualquer incrédulo que visita Fátima ou o Mosteiro de S. Bento.
Sim Portugal, meu País que anda á deriva como andaram nossos marinheiros perdidos na imensidão de um mar que tanta experiencias enriquecedoras nos deixou como legado.
Sim Portugal com sua gastronomia e vinhos apreciados nos mais diversos mercados e com seus futebolistas dos melhores do mundo.
Por um Portugal melhor, por um canto mais suave na escrita me consolo com um eterno amor doentio a este povo grato e nobre.
Um abraço a todos os meus amigos portugueses.
Victor Marques

Submited by

segunda-feira, outubro 22, 2012 - 17:25

Poesia :

No votes yet

Victor Marques

imagem de Victor Marques
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 48 semanas
Membro desde: 09/13/2012
Conteúdos:
Pontos: 130

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Victor Marques

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor O beijo 0 482 12/12/2012 - 12:12 Português
Poesia/Amor Sentimento nobre que tu conquistas 0 601 12/12/2012 - 12:10 Português
Poesia/Amor Pétalas são berço para te embalar 0 360 12/12/2012 - 12:06 Português
Ministério da Poesia/Geral Argumentos que encaixam num turbilhão 0 439 12/12/2012 - 12:04 Português
Ministério da Poesia/Geral Argumentos que encaixam num turbilhão 0 383 12/12/2012 - 12:04 Português
Poesia/Amor Sentir amor 0 450 11/05/2012 - 17:00 Português
Poesia/Geral Os teus olhos 0 397 11/05/2012 - 16:59 Português
Poesia/Dedicado ULTIMOS SUSPIROS DE MEU AI 0 400 11/05/2012 - 16:58 Português
Ministério da Poesia/Amor Um grande amor nunca morre 0 370 11/05/2012 - 16:57 Português
Poesia/Geral Na escrita do Luar Adormeci 1 468 10/23/2012 - 07:47 Português
Fotos/Natureza The beauty of old vines 0 867 10/22/2012 - 17:34 inglês
Fotos/Natureza Sun set in Douro Valley 0 720 10/22/2012 - 17:33 inglês
Fotos/Paisagens Vines with sense 0 845 10/22/2012 - 17:31 inglês
Poesia/Geral Este nosso canto chamado Portugal 0 516 10/22/2012 - 17:25 Português
Poesia/Dedicado As minhas raizes 0 541 10/22/2012 - 17:23 Português
Fotos/Natureza Old stone house 0 761 09/26/2012 - 17:45 Português
Poesia/Geral A flor colorida 0 545 09/26/2012 - 17:39 Português
Poesia/Paixão ESSE AMOR TÃO TEU SEMPRE GENEROSO 0 377 09/26/2012 - 12:51 Português
Poesia/Meditação Acordar 0 370 09/26/2012 - 12:49 Português
Poesia/Intervenção A paz inexistente em mim 0 342 09/20/2012 - 18:18 Português
Poesia/Geral Chuva 0 485 09/20/2012 - 18:16 Português
Poesia/Dedicado Nossa Senhora de Fátima 0 584 09/20/2012 - 18:15 Português
Poesia/Amor Naturalista por amor 1 543 09/18/2012 - 20:58 Português
Fotos/Paisagens Rio Tua 0 785 09/18/2012 - 08:52 Português
Poesia/Geral Grain of Wheat 0 698 09/18/2012 - 08:40 inglês