CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Exílio

Exílio eBook Kindle na Amazon
por Seyed Morteza Hamidzadeh (Autor), Jamila Mafra (Tradutora)

Livro de poemas do meu amado amigo, o escritor Iraniano Seyed Morteza Hamidzadeh,
que eu traduzi com muito  carinho do inglês para o português.

https://lnkd.in/eFrXS-w

Palavras tocantes de um poeta irianiano que segue em busca da paz através de seus versos e de modo único fala sobre as guerras constantes enfrentadas pelo ser humano e principalmente por seu povo no oriente médio.
Seyed Morteza Hamidzadeh nasceu, cresceu e vive em um mundo completamente diferente daquele que muitos de nós conhecemos. Mas ele não é diferente de qualquer um de nós.
Sim, ele enfrenta a morte, insegurança e desordem diariamente, mas isso não o torna menos humano ou real do que o resto de nós.
Hamidzadeh nasceu para ser um soldado. Não um soldado de ódio ou guerra, mas um soldado do coração e da paz.

EXÍLIO

Ó, testemunhas da noite,
Por favor, me exilem
Para o ponto mais distante do universo,
Na área mais obscura do complexo do vácuo.

A todo momento
Eu penso sobre o prazer
Que tive naquela noite,

A voz da caneta dos calígrafos foi ouvida,
E eu fingi que dormia,
Pois estava muito cansado!

Tempo,
Este é o meu lugar para agir,
Eu tenho a minha fé reconhecida!

Eu iria ao cemitério
Para abrir minha própria cova,
Mas lá fora está muito frio,
Está nevando.

E para quê guarda-chuvas?
Já preparei a cerimônia do meu funeral
Nesse mundo marginal!

Ó, testemunhas da noite,
Por favor, me exilem
Para o ponto mais distante do universo,
Na área mais obscura do complexo do vácuo.

Submited by

quarta-feira, julho 17, 2019 - 23:45

Poesia :

No votes yet

jamilamafra

imagem de jamilamafra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 19 semanas 10 horas
Membro desde: 09/03/2009
Conteúdos:
Pontos: 6052

Comentários

imagem de lucio

exílio

Tocante. De um lirismo lacônico, profundo. Que o poeta não se exile numa cova, para que a sua voz continue a ser ouvida.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of jamilamafra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Comédia Nicotina 1 1.597 09/11/2009 - 18:32 Português
Poesia/Desilusão O Pior Aconteceu 1 3.304 09/10/2009 - 15:14 Português
Poesia/Meditação O Propósito de Todas as Coisas 2 1.858 09/09/2009 - 22:41 Português
Poesia/Desilusão Viagem aos Mundos Paralelos 2 1.318 09/08/2009 - 17:34 Português
Poesia/Tristeza The End of Planet Earth 2 2.039 09/08/2009 - 15:23 Português