CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Febre

Como ave-liberdade
que foge do laço,
sinto a Palavra
fugir noutro espaço.

Consigo ela leva
o Poema que eu faria
se não fosse essa febre
que me angustia.

Por ela eu perdi
o mágico momento
em que a Palavra
vira Sentimento.

Agora, sou poeta em vão.
Ultrapassado cantante
da vida distante.

Submited by

segunda-feira, fevereiro 6, 2012 - 10:21

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 34 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Bruxas 2 1.390 07/14/2009 - 14:56 Português
Poesia/Geral Por quem 1 1.369 07/12/2009 - 21:19 Português
Poesia/Tristeza Outono 2 1.035 07/09/2009 - 19:26 Português
Poesia/Dedicado Isabel 1 2.014 07/08/2009 - 13:08 Português
Poesia/Aforismo "Vivere Est" 2 1.118 07/07/2009 - 18:57 Português
Poesia/Geral Foto 1 1.354 07/04/2009 - 22:41 Português