CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fumo Negro

Fumo Negro

Fumo Negro....Era uma noite serena, o ceú tava cinza envolvido numa espessa camuflagem de um fumo negro, que pairava no ar. Da Janela do quarto tu olhavas calmamente o céu com o teu resplendor que desbrava qualquer escuridão, que resplandece no ar, libertas toda a tua energia que me faz bramir todas as florestas negras do teu coração. Me das forças de seguir procurando soprando o fumo negro que segue à minha frente. Fumo negro que desfaço com garra para poder te encontrar tão bela musa que voas plo ar. Fumo negro que escurece tudo a teu redor que te faz chamar por consolo. Fumo negro este que invade os coraçoes que nos escurece a alma que nos invade nas alturas mais dolorosas da nossa vida.
Fumo Negro este que quero desbravar fortemente sem dó nem piedade, te libertar desta loucura inconstante que me faz chorar de nao te ter aqui agora, para te dar o consolo que tanto queres. Fumo negro que nos faz recuar no caminho nos impede a vista, nos cega da verdade que muitas vezes queremos ver. Fumo negro que nao conhece alegria, que nao abre as portas da claridade, que deixa tudo negro por onde passa. Fumo negro que nos faz às vezes gritar por socorro, nos impede de seguir em frente e nos derrota facilmente sem nos darmos conta. Fumo negro que devemos sacudir da nossa vida, do nosso sere, do nosso coração e olhar com grandeza com sublime atitude de agarramos a vida como ela assim pede. Fumo negro que destruo que mando embora, varro da minha frente e chego a teu lado te salvando desta amargurante vida negra de violência estampada em teu rosto e que me faz combater com todas as minhas forças contra este fumo negro.

Mcvf35pt®

Submited by

domingo, outubro 6, 2013 - 02:35

Poesia :

No votes yet

mcvf35pt

imagem de mcvf35pt
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 14 semanas 6 dias
Membro desde: 12/25/2011
Conteúdos:
Pontos: 457

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mcvf35pt

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Amanhã de manhã 1 705 03/15/2018 - 13:27 Português
Poesia/Geral Louco mas com sabedoria 3 852 03/15/2018 - 13:25 Português
Poesia/Geral Lamentações de um amanhecer 1 714 03/15/2018 - 13:24 Português
Poesia/Geral À Beira-Mar 1 707 03/15/2018 - 13:23 Português
Poesia/Geral És Criança do Meu Sere 2 600 03/10/2018 - 19:57 Português
Poesia/Geral Amizade 1 777 03/10/2018 - 19:55 Português
Poesia/Geral Esquecido 2 823 03/08/2018 - 18:56 Português
Poesia/Geral Doidamente Apaixonado 0 593 03/02/2015 - 00:56 Português
Poesia/Geral Sereia do Meu Canto Divinal 0 680 03/27/2014 - 03:44 Português
Poesia/Geral Desabafo de um Sentimento Angelical 0 686 03/11/2014 - 02:43 Português
Poesia/Geral O céu pode cair, o mar desaparecer, a musica terminar e o mundo escurecer 0 683 02/05/2014 - 17:31 Português
Poesia/Geral Face Lavada 0 989 12/07/2013 - 13:09 Português
Poesia/Geral Eterna Mocidade 0 665 12/06/2013 - 03:07 Português
Poesia/Geral És Aquela.... 0 482 12/06/2013 - 01:27 Português
Poesia/Geral Quebrei a Imagem da Minha Alma 0 613 12/06/2013 - 01:04 Português
Poesia/Geral Fotografia da Minha Alma 0 807 12/01/2013 - 15:32 Português
Poesia/Geral Desabafo Matinal 0 644 12/01/2013 - 15:03 Português
Poesia/Geral Fumo Negro 0 779 10/06/2013 - 02:35 Português
Poesia/Geral Amarga Decisão 1 454 03/07/2013 - 16:06 Português
Poesia/Geral Dizer Quero-te 0 775 10/24/2012 - 20:31 Português
Poesia/Geral Lançamento do Livro "Olhos Fechados Não Vêem" Adiado devido a doença do autor 1 747 04/03/2012 - 01:33 Português
Poesia/Geral Apanhado no Amor 0 893 02/27/2012 - 01:30 Português
Poesia/Geral Reflexão de realidade 0 745 02/08/2012 - 12:39 Português
Poesia/Geral Lasciva linguagem 1 1.016 02/05/2012 - 21:37 Português
Poesia/Geral Sereia da Noite 0 961 02/02/2012 - 16:20 Português