CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A GUERRA

São foguetes e balas, é um tiroteio
Canhões de lágrimas de metal
Oiçam, oiçam este ruído fatal
De um grito rouco, amargo e feio

Ergam-se já ò soldados do alheio
De garra pujante e primordial
Soltem amarras e tiros do sobral
Contra o inimigo pobre do centeio

É música, é festa mas de munições
Num rebuliço infernal de sonância
Ouvem-se no meio parar os corações

Pobres e tristes, que negra infância
Ao ruído da morte gotejam ilusões
São foguetes e balas, é a ganância!

Eternamente Luís Camões

Submited by

sexta-feira, fevereiro 20, 2009 - 22:35

Poesia :

No votes yet

camoes

imagem de camoes
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 21 semanas
Membro desde: 01/15/2009
Conteúdos:
Pontos: 186

Comentários

imagem de Henrique

Re: A GUERRA

Um poema bem escrito, gostei!!! :-)

imagem de Marcia

Re: A GUERRA

Sem dúvida que é uma excelente reflexão , os meus parabéns meu amigo poeta =).
beijinhos

imagem de Conchinha

Re: A GUERRA

Ao ruído da morte gotejam ilusões
São foguetes e balas, é a ganância!

É a guerra muito bem escrita e descrita.
Abraço

imagem de Anonymous

Re: A GUERRA P/camoes

"Ao ruído da morte gotejam ilusões "

Quantas ilusões não gotejam ao sabor da ganância?...
Profunda reflexão!

Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of camoes

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral O rotineiro poema 2 666 05/23/2011 - 14:55 Português
Videos/Perfil 227 0 622 11/24/2010 - 22:51 Português
Videos/Perfil 226 0 777 11/24/2010 - 22:51 Português
Videos/Perfil 223 0 757 11/24/2010 - 22:51 Português
Fotos/ - Luís Camões 0 1.428 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - Luís Camões 0 810 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - 824 0 907 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - 825 0 906 11/24/2010 - 00:35 Português
Poesia/Amizade AMIZADE AUTÊNTICA 0 561 11/17/2010 - 23:16 Português
Poesia/Aforismo {Empty title} 0 549 11/17/2010 - 23:16 Português
Poesia/Soneto EU SOU AQUELE 2 489 03/06/2010 - 23:45 Português
Poesia/Geral DEAMBULAVA PELAS VIELAS 3 517 03/06/2010 - 15:26 Português
Poesia/Geral Levem-me as palavras,deixem-me a saudade 2 442 03/05/2010 - 03:30 Português
Poesia/Dedicado Ressurgir 3 597 03/04/2010 - 19:30 Português
Poesia/Amor FOLHA RUBRA 1 579 03/04/2010 - 16:12 Português
Poesia/Geral Ah! Como queria ter um belo barquinho 2 716 03/04/2010 - 12:59 Português
Poesia/Soneto A GUERRA 4 595 03/03/2010 - 19:14 Português
Poesia/Intervenção OPULENTOS E ESTADISTAS 1 556 03/03/2010 - 15:56 Português
Poesia/Soneto EM VÃO 3 412 03/03/2010 - 15:34 Português
Poesia/Soneto LAMPEJOS D’ ALMA 1 433 03/03/2010 - 15:33 Português
Poesia/Erótico O FESTIM RUBRO 2 452 03/03/2010 - 15:28 Português
Poesia/Soneto O CÁLICE SONORO 3 467 03/03/2010 - 15:05 Português
Poesia/Soneto AS FLORES DO ARCO-ÍRIS 3 515 03/03/2010 - 03:53 Português
Poesia/Geral AS DOZE HORAS DE VIAGEM 2 615 03/02/2010 - 20:29 Português
Poesia/Soneto APROVEITA A OPORTUNIDADE 2 499 03/02/2010 - 20:16 Português