CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Há um lobo dentro de mim

Sozinho em meio a multidão
O paradoxo de uma alma angustiada
Sem saber a razão de sua dor
Se tudo a sua volta parece estar normal
Mas, parece não estar.

Um medo que corrói a alma
Sem ter uma razão aparente para tal medo
A sombra que lentamente ofusca o sol
Na existência perturbada da solidão
Que atormenta o ser humano.

Busco respostas que não existem
Para as indagações que permeiam os pensamentos
Nos momentos obscuros da solidão
Em um canto qualquer pode até apalpá-la
Como se tivesse existência própria.

O mundo é um caos total
Cheio de violências e crueldades
Onde quase ninguém se importa com o outro
Egoístas que são
Pensam cada um em si mesmos.

E nem adianta eu reclamar de tudo isso
Se nem eu mesmo presto atenção
Na verdade pouco me importo com as dores
Com as lástimas de mendigos e desafortunados
Que perambulam pelas terras desoladas da existência.

Há um lobo dentro de mim
Carnívoro que devora os sentimentos
Com suas garras afiadas sangram o profundo coração
Que até deseja ser livre um dia
Sem saber que tudo não passa de sonhos perdidos.

No vale mais profundo da alma
Você caminha sozinho
Vê as sombras se avolumando cada vez mais
E a escuridão tomando forma assustadoramente
Quando você só desejava estar em paz.

Paz é para os tolos e as crianças
Brada uma voz no interior do subconsciente
Se tudo parece assim tão perdido
Por que choras às escondidas
Quando poderia gritar para o mundo inteiro?

Nada é tão simples como parece ser
Nem tudo funciona como gostaria que fosse
Não há voz de comando que possa mudar
A situação medíocre de quem vive na solidão
Se o mundo é apenas uma caixa escura.

O que faço agora é soltar os demônios
Que aprisionam os sentimentos
Brincam de esconde-esconde no secreto
Quando poderia deixar tudo como era antes
Uma vida totalmente sem direção.

O dia hoje está tão cinzento
Como se tudo tivesse chegado ao fim
Uma tristeza tão sentida aperta o coração
Como se fosse uma previsão de alguma calamidade
Anunciada nos ouvidos da eternidade.

Mas se tudo não passa de uma dolorosa ilusão
Por que devo me preocupar?
Apenas sigo meu caminho na esperança
De que o amanhã ainda existirá
Quando abrir os meus olhos pela manhã.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, outubro 19, 2021 - 19:26

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 37 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6517

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão Na doçura do teu sorriso 0 46 12/02/2021 - 15:12 Português
Poesia/Intervenção O vale dos esquecidos 0 26 12/01/2021 - 18:51 Português
Poesia/Meditação Que eu saiba 0 33 12/01/2021 - 18:50 Português
Poesia/Pensamentos Sozinho 0 76 11/30/2021 - 18:01 Português
Poesia/Pensamentos Invisibilidade 0 57 11/30/2021 - 17:58 Português
Poesia/Meditação O cavaleiro, a morte e o demônio 0 64 11/27/2021 - 11:26 Português
Poesia/Desilusão Horas silenciosas 0 63 11/26/2021 - 18:42 Português
Poesia/Intervenção Não se pode matar as palavras 0 95 11/24/2021 - 18:18 Português
Poesia/Intervenção Você ainda acredita no amor? 0 263 11/23/2021 - 19:21 Português
Poesia/Desilusão Depois dos corações, as pedras 0 118 11/22/2021 - 19:13 Português
Poesia/Paixão Faz de conta... 0 77 11/22/2021 - 19:11 Português
Poesia/Intervenção Ser negro 0 122 11/20/2021 - 11:13 Português
Poesia/Desilusão Feche a porta ao sair 0 79 11/19/2021 - 21:02 Português
Poesia/Desilusão Não sei andar sozinho 0 224 11/17/2021 - 23:04 Português
Poesia/Meditação Anjos 0 59 11/17/2021 - 22:23 Português
Poesia/Pensamentos Prefiro não escrever 0 72 11/15/2021 - 15:15 Português
Poesia/Meditação Serafins 0 71 11/15/2021 - 15:13 Português
Poesia/Meditação Querubim 0 53 11/15/2021 - 15:11 Português
Poesia/Alegria 48 0 52 11/13/2021 - 11:24 Português
Poesia/Alegria O epílogo dos 47 0 88 11/12/2021 - 18:10 Português
Poesia/Amor A última lua escondida nas montanhas 0 202 11/11/2021 - 20:17 Português
Poesia/Desilusão Quarto vazio 0 74 11/10/2021 - 18:55 Português
Poesia/Intervenção Preconceito social 0 107 11/09/2021 - 22:27 Português
Poesia/Desilusão Não espero que volte 0 72 11/08/2021 - 21:13 Português
Poesia/Desilusão Uma rosa sem espinho 0 70 11/05/2021 - 21:08 Português