CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Incoerência fantasiosa absurda

Tudo é uma ficha a ser preenchida 
No calor de um verão escaldante 
Ou em uma manhã gélida e tórrida 
Quando não se sabe muito bem o destino 
E a porta parece estar sempre trancada 
Para que ninguém saiba o que tem do outro lado. 

Uma civilização lá embaixo grita 
Acenam com suas mãos levantadas para que pulem 
Mas quem olha do alto parece ver apenas o abismo 
Com sua bocarra totalmente escancarada 
E não se sabe se alguém conseguiu voltar de lá 
Porque todas as almas ficaram no esquecimento. 

No alto de uma torre uma antena parabólica 
Parece estar de ouvidos abertos ao infinito 
Buscando saber as últimas informações 
Que saem das salas secretas do submundo 
Com as coordenadas das bombas atômicas 
Que haverá de varrer o planeta um dia. 

Uma moça com seu fone de ouvido e olhar fixo na tela 
Não percebem o furo no acento do ônibus 
Quando saiu para trabalhar nesta manhã 
E nem os olhares maliciosos de alguns homens 
Enquanto ela se sentava despercebidamente 
Para que pudesse chegar em seu local de trabalho. 

Pode-se perceber uma certa mediocridade cosmopolita 
Nas classes médias que perambula pela cidade 
E um coma profundo nos rostos pálidos do proletariado 
Que revela uma angústia velada nas faces felizes 
Que estão estampadas nas páginas das redes sociais 
Revelando uma incoerência fantasiosa absurda. 

Alguém até pensa que na próxima esquina 
Encontrará algo melhor do que o que viu até agora 
Mas tudo não passa de um ledo engano superficial 
De uma geração que já não consegue enxergar 
Nem mesmo um palmo diante dos seus narizes 
Atolados que estão nas telas de seus smartphones. 

Tecnologias que possibilita o estabelecimento 
De mentiras cotidianas para mascarar a realidade 
Tudo é fabricado para enganar e ludibriar 
Os que desejam apenas uma falsa sensação de felicidade 
E são contemplados com as propagandas comerciais 
De mentiras que possam realizar os seus sonhos. 

Esse pode ser apenas um discurso de um cara comum 
E você pode ignorar completamente 
Não me importo de jeito nenhum com isso 
Mas a realidade além das aparências 
Um dia ou outro há de ser esclarecida para todos 
Porque é assim que a vida segue o seu curso.
 

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, abril 19, 2024 - 20:25

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 horas 12 segundos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15870

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 349 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 190 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 171 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 153 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 152 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 296 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 343 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 223 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 532 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 335 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 652 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 209 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 316 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 213 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.014 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 238 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 251 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 943 05/31/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Só não sei como te dizer 6 260 05/30/2024 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Ignorância 6 318 05/29/2024 - 22:05 Português
Poesia/Amor Nunca tenho as palavras certas 6 513 05/28/2024 - 13:40 Português
Poesia/Desilusão Vejo que está feliz 6 231 05/27/2024 - 20:43 Português
Poesia/Pensamentos Porcos no poder 6 1.013 05/25/2024 - 13:45 Português
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.068 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 604 05/23/2024 - 20:47 Português