CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

INOCÊNCIA

Inocência

 

 

A inocência é a mais linda fase da nossa vida,

Nada sabemos do mundo é da inocência nascida,

Temos graça no que fazemos por sermos pequeninos,

E vão enchendo-nos a alma de amor e tantos carinhos,

Rimos muito com as graças e choramos para pedir,

De comer ou beber e também o colo para subir.

 

 

Na idade da inocência, não distinguimos o bem do mal,

Fazemos o mal ou o bem, para nós é tudo igual,

O tempo lentamente nos vai moldando,

E vamos perdendo a inocência, fazendo e falando,

Imaculados deixamos de ser, ao perder a inocência,

E assim vamos aprendendo a julgar pela aparência.

 

 

Depois, deixamos a inocência, deixamos de ter graça,

Pelo que mal fazemos ou dizemos lá vem a ameaça,

Em nome da educação, para aprendermos a respeitar,

Os outros e nós próprios em primeiro lugar,

Choramos, pelas pancadas pelo mal que fazemos,

E assim vamos sendo educados, aprendemos.

 

 

Mais tarde ainda cabe-nos a nós a tarefa de educar,

Os educandos a nosso cargo, a fazer e a falar,

E o saber vai-se transmitindo geração em geração,

É uma cadeia de saber para fortalecer a educação,

Mas há sempre os desvios do caminho que escolhemos,

Somos todos diferentes a pensar no que aprendemos.

 

 

Quando somos crescidos e a inocência não nos deixou,

Alguma coisa de grave na nossa mente se passou,

Perdemos a noção se fazemos mal ou bem,

São distúrbios herdados do ventre da nossa mãe,

Somos adultos crianças, gozo e dó da sociedade,

Para toda a vida seremos assim dentro da nossa idade.

 

 

Tavira, 25 de Fevereiro de 2011 - Estêvão

Submited by

terça-feira, maio 28, 2013 - 11:17

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 4 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 212 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.398 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 891 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.152 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.684 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.364 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.322 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.740 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 964 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.366 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.390 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 969 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.551 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.193 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.048 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.262 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.157 12/21/2016 - 10:58 Português