CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

João Guimarães Rosa, Ave!

Eu acho que por ter nome de flor
e a justa conta da justa dor,
foi que o Matuto Doutor
espalhou tanta cor
nesse Mundo de incerto autor.

E tanto sentir foi,
que vazou das Minas
e encheu o Brasil.
E tanto sentir foi,
que vazou do Brasil
qual água de vazado barril.

E tanto sentir era
que curto o vocabulário era.
E para tanto dizer
pôs-se, presto, palavras fazer.

E foi com elas que cantou
o ciúme de Salustiano;
a dor do boi no carro decano
(jungidos na vida, ano após ano).

E foi com elas que pariu
Diadorim e Riobaldo,
cujo "L" secou o rio e impediu o bardo.
Enquanto carregava a primeira, o duro fardo
de viver num corpo errado.

E é tal o tal Drº João,
que salta do papel
a Vereda do Grande Sertão.
Tal e qual a marra do peão
que escora o boi bravo como o Cão.
Boi que se rechaça
num depois de farinha e cachaça.

Toma carne e forma a mulher que cheira
saudade, amor e flor de laranjeira.

E tanto se caminha nessas letras
que se sabe que as noites não são pretas.
Sente-se a Lua Cheia,
a terra de "à meia"
e o bruto desejo que tudo incendeia.

E mais se vai, no lombo do Burro Pedrês.
Cruza-se o muro chinês
sem que se dispa o paletó xadrez.

Tanta viagens, Guimarães.
Dores, amores e quase carinhos de mães.
Tantos caminhos, Mestre, que só se pode pensar
em qual caneta "Vosmicê" foi viajar.

Submited by

quarta-feira, julho 22, 2009 - 15:09

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 15 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Re: João Guimarães Rosa, Ave!

"Sente-se a Lua Cheia,
a terra de "à meia"
e o bruto desejo que tudo incendeia."

:-)

imagem de MarneDulinski

Re: João Guimarães Rosa, Ave!

fabiovillela!

Lindo poema de!

Tanta viagens, Guimarães.
Dores, amores e quase carinhos de mães.
Tantos caminhos, Mestre, que só se pode pensar
em qual caneta "Vosmicê" foi viajar.

Marne

imagem de Tiger

Re: João Guimarães Rosa, Ave!

"Toma carne e forma a mulher que cheira
saudade, amor e flor de laranjeira.
"

mto bom ;-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 1.738 10/01/2016 - 21:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.304 07/07/2016 - 15:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.199 07/02/2016 - 13:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.187 06/20/2016 - 17:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.278 06/06/2016 - 18:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 1.471 04/19/2016 - 20:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.637 04/17/2016 - 11:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.385 03/16/2016 - 21:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.319 03/04/2016 - 21:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.287 03/04/2016 - 21:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.259 02/18/2016 - 19:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 1.403 02/17/2016 - 14:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.092 02/02/2016 - 17:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 924 01/24/2016 - 15:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 1.833 01/23/2016 - 15:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.274 01/17/2016 - 20:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.108 01/08/2016 - 17:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 1.994 01/07/2016 - 19:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.292 12/31/2015 - 14:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.309 12/23/2015 - 17:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.379 12/21/2015 - 12:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.187 12/20/2015 - 18:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.183 12/18/2015 - 19:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 762 12/15/2015 - 13:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 1.800 12/12/2015 - 15:54 Português