CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Lasciva linguagem

Lasciva linguagem

 

Mestrava uma lasciva linguagem sem certeza do que diria, naquele lugar breu, sem saber aonde iria. Literalmente pensava que estaria bem, mas o seu ego estava sujo, enfiado numa profunda tristeza que assombrava o momento. Deixava suas reacções inertes se denegrirem, fazendo seu valor ser nulo. Dizia tudo e mais alguma coisa, magoando sem saber o que fazia. Seu corpo estava perplexo, sua mente confusa, pois nem sabia quem mais queria. Jogava palavras secas, atirava sons para o ar, apanhando do vazio. Lascivas eram as suas palavras, os seus gestos, as suas atitudes, sem premazia alguma do que ali aconteceria. Linguagem sem sentido, sem nexo ou contexto, apenas palavras lascivas e nada mais. Não sabia que dizia, não entenderia o porque de tal lascividade, pois não conseguia a si entender de tão vazio seu interior ser. Frieza completa, coração de pedra, alma de aço, corpo que veio do pó e ao pó retornará. Seu sorriso deixou de existir, apenas lábios roxos de tanto lascividade mencionar. Falsidade consigo mesmo estaria fazendo, tentando se enganar na sua mais profunda ilusão do seu pensamento, que aquela grande carência imaginaria tê-la consigo a seu lado, sereia do seu mundo que só ela o iluminaria e o engrandeceria.

 

Mcvf35pt®

Submited by

domingo, fevereiro 5, 2012 - 20:19

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

mcvf35pt

imagem de mcvf35pt
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 36 semanas 6 dias
Membro desde: 12/25/2011
Conteúdos:
Pontos: 457

Comentários

imagem de Pearl

Negação

Para quê negar o obvio?!

Quando a verdade reside na pessoa ansiada.

 

 

um beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mcvf35pt

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Amanhã de manhã 1 753 03/15/2018 - 12:27 Português
Poesia/Geral Louco mas com sabedoria 3 902 03/15/2018 - 12:25 Português
Poesia/Geral Lamentações de um amanhecer 1 786 03/15/2018 - 12:24 Português
Poesia/Geral À Beira-Mar 1 739 03/15/2018 - 12:23 Português
Poesia/Geral És Criança do Meu Sere 2 624 03/10/2018 - 18:57 Português
Poesia/Geral Amizade 1 842 03/10/2018 - 18:55 Português
Poesia/Geral Esquecido 2 872 03/08/2018 - 17:56 Português
Poesia/Geral Doidamente Apaixonado 0 634 03/01/2015 - 23:56 Português
Poesia/Geral Sereia do Meu Canto Divinal 0 715 03/27/2014 - 02:44 Português
Poesia/Geral Desabafo de um Sentimento Angelical 0 747 03/11/2014 - 01:43 Português
Poesia/Geral O céu pode cair, o mar desaparecer, a musica terminar e o mundo escurecer 0 741 02/05/2014 - 16:31 Português
Poesia/Geral Face Lavada 0 1.058 12/07/2013 - 12:09 Português
Poesia/Geral Eterna Mocidade 0 723 12/06/2013 - 02:07 Português
Poesia/Geral És Aquela.... 0 538 12/06/2013 - 00:27 Português
Poesia/Geral Quebrei a Imagem da Minha Alma 0 645 12/06/2013 - 00:04 Português
Poesia/Geral Fotografia da Minha Alma 0 861 12/01/2013 - 14:32 Português
Poesia/Geral Desabafo Matinal 0 713 12/01/2013 - 14:03 Português
Poesia/Geral Fumo Negro 0 836 10/06/2013 - 01:35 Português
Poesia/Geral Amarga Decisão 1 498 03/07/2013 - 15:06 Português
Poesia/Geral Dizer Quero-te 0 838 10/24/2012 - 19:31 Português
Poesia/Geral Lançamento do Livro "Olhos Fechados Não Vêem" Adiado devido a doença do autor 1 780 04/03/2012 - 00:33 Português
Poesia/Geral Apanhado no Amor 0 947 02/27/2012 - 00:30 Português
Poesia/Geral Reflexão de realidade 0 800 02/08/2012 - 11:39 Português
Poesia/Geral Lasciva linguagem 1 1.053 02/05/2012 - 20:37 Português
Poesia/Geral Sereia da Noite 0 1.017 02/02/2012 - 15:20 Português