CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A longa viagem de Stone Halls

Sentia as dores intensas nas pernas
O suor que escorria da testa e ardia os olhos
O cansaço que tomava conta de todo seu corpo
E o sol escaldante que ofuscava sua visão
E queimava-lhe até a alma
Curvou-se sobre seus joelhos
Precisava tomar um fôlego e continuar a jornada
Sem saber exatamente onde seus passos o levaria
O vento até que batia nas folhas das árvores
Podia vê-las se mexendo
Mas não amenizava o calor que sentia
Não tinha tempo também para observar as borboletas
Apesar de achá-las interessantes
Apenas a caminhada a sua frente importava
O destino nem sempre é o que se pode esperar
E a caminhada deve acontecer
O tempo não para
A vida não deixa margem para erros
E cada um deve carregar a sua cota de sofrimento
Dar os passos que forem necessários
Sem ficar o tempo todo reclamando da vida
Olha a sua volta outra vez
O ar entra em seus pulmões e sente um novo alento
Deve continuar a caminhar
Nunca se chega ao fim se não tiver um começo
O tempo não espera por ninguém
E cada um deve trilhar a sua própria jornada
Porque assim é a vida do ser humano
Vê no horizonte o caminho a seguir
Então recomeça a sua longa viagem rumo ao desconhecido
Porque tudo que viveu até aqui é experiência
Mas o que vem pela frente é uma incógnita.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, janeiro 14, 2022 - 12:37

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Online
Título: Membro
Última vez online: há 1 hora 39 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7679

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção Destruam essa arte 3 16 05/16/2022 - 18:38 Português
Poesia/Desilusão Silenciosa sombra de solidão 3 30 05/16/2022 - 12:38 Português
Poesia/Amor Saber entender, crescer e viver 3 56 05/13/2022 - 19:25 Português
Poesia/Meditação Cantem as canções que não escrevi 3 47 05/12/2022 - 22:56 Português
Poesia/Tristeza Alma em suplício 3 44 05/11/2022 - 23:12 Português
Poesia/Meditação Feliz com sua presença 3 71 05/11/2022 - 18:42 Português
Poesia/Desilusão Insensatez 3 62 05/10/2022 - 18:37 Português
Poesia/Pensamentos Eu navegarei 3 56 05/09/2022 - 23:13 Português
Poesia/Pensamentos Fantasmas de um tempo passado 3 92 05/09/2022 - 13:28 Português
Poesia/Dedicado Mãe, o maior amor que pode existir 3 72 05/08/2022 - 20:33 Português
Poesia/Dedicado Mãe - Eu canto a ti o amor! 3 67 05/06/2022 - 23:57 Português
Poesia/Meditação Dias melhores virão 3 121 05/06/2022 - 19:01 Português
Poesia/Meditação A impossibilidade física da morte na mente de alguém que está vivo 3 72 05/05/2022 - 19:11 Português
Poesia/Meditação O peso do mundo 3 62 05/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação E se não estiver tudo bem? 3 75 05/04/2022 - 18:45 Português
Poesia/Amor Inimaginável 3 80 05/03/2022 - 18:34 Português
Poesia/Tristeza Querida solidão 3 81 05/02/2022 - 18:29 Português
Poesia/Intervenção Não lastimo o próximo perigo 3 122 05/02/2022 - 12:41 Português
Poesia/Pensamentos Palavras apenas não servem 3 67 04/30/2022 - 21:59 Português
Poesia/Fantasia Enquanto dormia 3 87 04/29/2022 - 23:56 Português
Poesia/Meditação Resta um poeta morto! 3 100 04/28/2022 - 20:45 Português
Poesia/Meditação Corra com os cavalos 3 67 04/28/2022 - 18:23 Português
Poesia/Pensamentos Reflexões sobre o mundo 3 130 04/27/2022 - 19:10 Português
Poesia/Amor A canção do Amor Eterno 3 75 04/25/2022 - 11:41 Português
Poesia/Meditação Ponto de apoio 3 134 04/23/2022 - 18:14 Português