CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A metamorfose do futuro

No topo de uma antena parabólica os pássaros não pousam
Enquanto palavras manuscritas caem como penas
Nas cabeças ocas perfuradas por melancolias
Numa clínica maluca estão os destroços de alguns corações
E os corpos grandes e gordos começam a cair.

A próxima garota e sua próxima dose de entorpecente
Ao som estridente de uma louca gritaria
Se diverte junto a um apanhado de caras comuns
Que fazem promessas nos submundos da cidade
Onde estão os ratos e outros milhares de parasitas.

As fábricas não param por nada em nem um momento
Porque tudo é fabricado e tudo segue o trajeto linear
O horário comercial se estende até além do planejado
Porque a violência precisa ser dublada e programada
Para o horário nobre em todos os lugares possíveis.

Está compreendendo o que estou tentando dizer?
Eu morri e eu renasci e abri os meus olhos
E percebi o caminhar da humanidade como bovinos
Que não consegue ver as desgraças que os cercam
Porque é nisso que se resume a coisa: ignorância!

Você está aqui mesmo quando pensa que não está
Consumindo mais um produto desnecessário
Apenas para satisfazer o seu egoísmo interno
Dizendo que está planejando o futuro
Sem saber que não consegue distinguir nada mais.

O que pensou que seria esse futuro tão sonhado?
Um paraíso coberto de flores pelos campos?
Tudo bem que tenha pensado assim e não imaginado
A metamorfose de um futuro sombrio
Onde somos costas curvadas e colunas envergadas.

O seu rosto não me é estranho
Mesmo assim acho impossível me dizer coisas novas
Se meus olhos já contemplam esse cenário distópico
Que quase ninguém quer perceber porque preferem
Continuar sua caminhada de olhos bem fechados.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, julho 19, 2022 - 13:49

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 horas 31 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8592

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor O que está preso no coração 3 41 10/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação Virtudes do sangue de Cristo 3 72 10/03/2022 - 12:56 Português
Poesia/Intervenção Praga daninha 3 103 10/02/2022 - 14:02 Português
Poesia/Meditação Nada termina para sempre 3 115 10/01/2022 - 14:38 Português
Poesia/Intervenção Hipocrisia 3 241 09/26/2022 - 12:45 Português
Poesia/Desilusão Desejos mal resolvidos 3 146 09/24/2022 - 13:52 Português
Poesia/Desilusão Tudo o que não sei 3 53 09/22/2022 - 20:21 Português
Poesia/Amor No olhar de quem ama 3 42 09/20/2022 - 20:00 Português
Poesia/Desilusão A canção do esquecimento 3 90 09/19/2022 - 13:59 Português
Poesia/Fantasia Perigo 3 70 09/16/2022 - 12:51 Português
Poesia/Pensamentos Memórias impertinentes em uma caverna 3 129 09/14/2022 - 14:08 Português
Poesia/Desilusão Na tarde quente de verão 3 59 09/13/2022 - 19:12 Português
Poesia/Amor Seus olhos na manhã do tempo 3 179 09/12/2022 - 13:28 Português
Poesia/Meditação O menino que não sonhava em ser poeta 3 227 09/10/2022 - 02:35 Português
Poesia/Meditação Aqui não é aqui 3 91 09/09/2022 - 15:54 Português
Poesia/Meditação A estrada a seguir 3 108 09/08/2022 - 20:35 Português
Poesia/Meditação Em uma estúpida curva fechada 3 110 09/07/2022 - 13:44 Português
Poesia/Intervenção Velhos conhecidos já estão mortos 3 189 09/05/2022 - 13:16 Português
Poesia/Amor Eu e esse meu coração 3 127 08/31/2022 - 19:51 Português
Poesia/Meditação Amnésia 3 117 08/30/2022 - 19:39 Português
Poesia/Amor O mar é grande 3 84 08/29/2022 - 20:12 Português
Poesia/Amor O voo das borboletas 3 163 08/19/2022 - 19:53 Português
Poesia/Meditação O Deus que espera 3 114 08/17/2022 - 21:12 Português
Poesia/Pensamentos A sentinela 3 113 08/16/2022 - 20:06 Português
Poesia/Amor Quase sem querer 3 243 08/15/2022 - 13:34 Português