CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Meu delírio cotidiano

É uma dor que amofina
E nem sei bem como a sinto em mim
Lateja o meu corpo
A minha cabeça gira em um frenesi absurdo
E estou só em minha solidão.
Não adianta chorar agora
Eu sei que não.
Minhas lágrimas não irão comovê-la
A angústia causada por mim foi muito intensa.
Dos meus olhos saem lágrimas
Que ontem eram suas
E que eu não soube como evitá-las em você.
Como um tolo errante em minha alucinação
Eu me deixei ser arrebatado por outro olhar
E magoei seu coração profundamente.
Canalha que sou!
Miserável indivíduo a circular entre os humanos
Sem ter uma direção certa.
Não permita que a mágoa tome conta de seu coração
Esqueça-me de vez.
Você é o meu delírio cotidiano
A minha amargura perpétua
Mas eu preciso andar por esse vale
Preciso prantear a minha dor na solidão
Ninguém pode socorrer-me de forma alguma.
Siga sua jornada
Alcance as nuvens e viva dias melhores.
Sem mim isso é uma garantia.
Continuar-me-ei em minha angústia
Carregando a dor cruel do abandono
Por ter deixado fugir de entre os dedos
O amor mais lindo que um dia encontrei.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

domingo, junho 9, 2019 - 22:26

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 21 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4070

Comentários

imagem de Joel

Quotidiano

(foi para isto que fizemos um acordo ortográfico)

imagem de Odairjsilva

Valeu meu nobre amigo. Tenho

Valeu meu nobre amigo. Tenho visitado sua página. Obrigado pela contribuição.

imagem de J. Thamiel

coment

Tudo tem solução.
Você logo terá conclusões
opostas em seus poemas

imagem de Odairjsilva

Obrigado

Valeu meu nobre amigo poeta. Grato pela participação.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção A árvore está viva 0 27 01/23/2020 - 19:58 Português
Poesia/Tristeza As máscaras da melancolia 0 22 01/22/2020 - 22:23 Português
Poesia/Tristeza Perguntas sem respostas 0 20 01/21/2020 - 19:29 Português
Poesia/Amor Você é real em mim 0 25 01/20/2020 - 18:53 Português
Poesia/Desilusão Vou ver a sombra que você se tornou 0 27 01/17/2020 - 18:34 Português
Poesia/Amor As estrelas são testemunhas 0 47 01/16/2020 - 18:38 Português
Poesia/Desilusão E esse foi o fim 0 24 01/14/2020 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Porque saudade é abraçar o vazio 3 188 01/14/2020 - 18:26 Português
Poesia/Amor Vestida com o manto de amor 0 19 01/14/2020 - 18:25 Português
Poesia/Amor Pedi um amor que tivesse os seus olhos 0 33 01/13/2020 - 19:41 Português
Poesia/Meditação No topo da montanha 0 39 01/10/2020 - 19:39 Português
Poesia/Canção Sonhos do Poeta 0 47 01/09/2020 - 22:26 Português
Poesia/Alegria Há um sorriso em mim 0 54 01/08/2020 - 11:55 Português
Poesia/Pensamentos Ignorante razão 0 28 01/07/2020 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos Paraíso dos demônios 0 27 01/06/2020 - 13:39 Português
Poesia/Desilusão Fragmentos de uma ilusão 0 41 01/03/2020 - 13:08 Português
Poesia/Meditação Desejos de Ano Novo 0 53 01/02/2020 - 11:40 Português
Poesia/Alegria Sonhos de Fim de Ano 0 80 12/30/2019 - 12:48 Português
Poesia/Amor A inocência do coração 0 83 12/29/2019 - 13:17 Português
Poesia/Desilusão Contágio 0 84 12/28/2019 - 14:01 Português
Poesia/Amor Quem ama ouve sempre a voz do amor 0 46 12/26/2019 - 20:48 Português
Poesia/Pensamentos O Natal de Stone Halls 0 56 12/25/2019 - 00:18 Português
Poesia/Pensamentos Abstração 0 117 12/13/2019 - 23:47 Português
Poesia/Canção Seus olhos me perseguem 0 72 12/09/2019 - 22:50 Português
Poesia/Amor Ela dormiu em meus braços 0 55 12/07/2019 - 12:46 Português