CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

MORTALFOBIA

Suspiros introspectantes
coloram psiquiatricamente
o profundo compreender-me,
ler-me sobreposto de espiritualidade.

Privilegiadas zangas
conversam culpadas o tempo,
retardado em aspectos de medo
mal-entendido na sensatez dos sentidos.

Ocupo-me intransigente
em pensamentos contraditórios,
entre autodomínio e loucura cicatriz.

Elásticas divagações
que encaro alma adentro,
crítico de mim mesmo hesitante.

Sublinho intensidades
de lucidez sorridente à tona
das desavenças da personalidade.

Oculto ser
em sou inferior,
me atalha amadurecer
à força no lar das emoções.

Balanço
em propensões
de infância intrigante
no meu medo de ser mortal.

Indulto adulto
em atitudes de aceito,
que já não ouço nas paredes
do meu modo de defesa ao que não tenho.

Imponho
imaginação excessiva
ao corpo incapaz de acompanhar
esta montanha-russa de razões desfeitas.

Atiro-me a poços
de reflexões tombadas
por vendavais de chocolate tarado
que jamais provarei enquanto mortal.

Submited by

quarta-feira, abril 7, 2010 - 15:44

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de SuzeteBrainer

Re: MORTALFOBIA

Henrique,
Genial!
Gostei muito do teu poema que nos leva para tua profunda reflexão e passa a ser nossa ao mergulharmos neste inquietante Mar Poético...
Abraço
:-) Suzete Brainer.

imagem de clayton

Re: MORTALFOBIA

Ocupo-me intransigente
em pensamentos contraditórios,
entre autodomínio e loucura cicatriz.

provo este delicioso escrito que para nós , poetas imortais, tem um delicioso gopsto de chocolate!

belo poema amigo!

imagem de Nanda

Re: MORTALFOBIA

Henrique,
O medo é inato ao homem e há tantas coisas na vida que não experimentamos por medos e fobias.
O que escreves é simplesmente magnífico.
Beijo
Nanda

imagem de nunomarques

Re: MORTALFOBIA

Grande poema Henrique

É sempre um prazer ler

Imponho
imaginação excessiva
ao corpo incapaz de acompanhar
esta montanha-russa de razões desfeitas.

Abraço
Nuno

imagem de Susan

Re: MORTALFOBIA

Henrique amei seu confronto emocional está muito bem construído , parece até que você reproduziu em palavras um surto psicótico.
Beijos
Susan

imagem de vitor

Re: MORTALFOBIA

Todas as fobias espantam nossos medos.

Vitor.

imagem de FredericoDuque

Re: MORTALFOBIA

"O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente."

poesia é mais do que expressar a dor própria (ou sentimento). todavia, bonitas palavras...
:-)

"sentir? sinta quem lê"

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.995 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.608 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.218 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.139 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.985 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.008 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.684 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.682 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.422 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.829 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.249 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.362 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.628 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.820 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.160 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.871 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.743 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.749 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.917 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.558 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.388 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.425 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.659 01/16/2015 - 20:47 Português