CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Mutação

Mutação

Passei tantos anos sob o olhar infecundo da luz
Que comecei a acreditar não haver forma, distinção e equilíbrio na escuridão
Porém, em poucos e insensatos minutos, as aparências fáceis se transformam
Em delineamentos perfeitamente disformes, depurados e apurados

À mostra está unicamente a máscara da perfeição
Estúpida, monstruosa, egocêntrica e ilusoriamente independente
Não consegue sequer transpor a barreira das aparências
E desenvolver uma percepção transmutada, aguçada e expandida

Focalizo o espaço em que me encontro, extraído de mim mesmo
Cem vezes mais vasto, absurdamente amplo e copioso
Redimensiono as minhas perspectivas para chegar perto daquilo que busco
E ganho nova alma para compreender o que está sempre além

Inusitadamente a obviedade torna-se um insulto insuportável
Fugindo das similitudes, não sinto-me atraído por qualquer oposto
Agora nada pode guiar-me senão a voz da intuição
Desvendado pela lupa do auto-conhecimento, tornei-me eu mesmo
Indefinível, inimitável, irreproduzível, insondável e ambíguo
Um vulto cintilante na claridade sombria

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 02:17

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 31 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 466 02/28/2011 - 02:31 Português
Poesia/Paixão Au revoir! - Bernardo Almeida 0 268 02/28/2011 - 02:27 Português
Poesia/Pensamentos Conforto passageiro 0 350 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Paixão Encontro surpresa 0 416 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Dedicado Debate 0 449 02/28/2011 - 02:25 Português
Poesia/Fantasia Duplo - Bernardo Almeida 0 489 02/28/2011 - 02:24 Português
Poesia/Paixão Fumaça 0 468 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Paixão O segundo toque 0 432 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Pensamentos Enganados 0 489 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Amor Permuta 0 392 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Pensamentos Mundo inundado 0 296 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Profecia 0 399 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Múltipla (transcendental) 0 276 02/28/2011 - 02:20 Português
Poesia/Intervenção Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 510 02/28/2011 - 02:19 Português
Poesia/Desilusão Desnutrição 0 692 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Paixão Precipício 0 242 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Pensamentos Mutação 0 280 02/28/2011 - 02:17 Português
Poesia/Pensamentos Vigarista 0 192 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Sem destino 0 307 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Pacífico - Bernardo Almeida 0 262 02/28/2011 - 02:15 Português
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 301 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Gótico De lado 0 465 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Paixão Incógnita 0 288 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Comédia Despedida 0 389 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Paixão Perplexo - Bernardo Almeida 0 390 02/28/2011 - 02:12 Português