CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

NÃO PISES A MINHA SOMBRA

Não pises a minha sombra

 

 

Vais pisando a sombra que faço,

Quando ando ao Sol no meu espaço,

Não sei se é por prazer ou perseguição,

Podes pisar a minha sombra, o corpo não,

Não deixo que pisem a minha dignidade,

Mas sai da minha sombra, deixa-me em liberdade.

 

Enquanto a minha sombra vais pisando,

Não estou parado, vou andando,

No caminho que é meu, conquistei,

E a sombra de ninguém nunca pisei,

Não preciso de o fazer, é indigno,

Só quero o que é meu e a de outros não piso.

 

Pisar a sombra de alguém e não a nossa,

É não ter mérito e a mente não adoça,

Afasta-te, faz o teu próprio assombramento,

Escolhe o teu caminho ao Sol e ao vento,

Que o vento não a leva se não te levar,

E assim, com dignidade podes passar.

 

A sombra pertence a cada corpo,

E ela não aparece depois de morto,

Faz a tua vida, não pises a sombra de ninguém,

Se não queres ter o meu desdém,

Vai, segue o teu caminho faz a tua sombra,

Não pises a sombra de ninguém, assombra.

 

A sombra, é apenas sombra, tem dono,

Mas há sombras que ficam ao abandono,

Por terem sido pisados sem direito,

Não têm dignidade nem preceito,

Por isso deixa de pisar a minha sombra,

Ela é de gente, não é apenas penumbra.

 

Faz a tua sombra, leva-a ao Sol para continuar.

A que eu faço é minha, não precisas de a pisar,

É mais fácil seguir na sombra de quem a tem,

Mas assim, não tens caminho, não és ninguém,

Viver à sombra dos outros, andas escondido,

Anda na tua, fala e assim serás ouvido.

 

 

 

Tavira, 16 de Setembro de 2011-Estêvão

 

Submited by

sexta-feira, agosto 23, 2013 - 09:30

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 16 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 336 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 208 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 255 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.384 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 884 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.146 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.674 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.358 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.975 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.307 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.709 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.718 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 961 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.151 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.132 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.356 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.715 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.382 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 963 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.533 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.070 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.183 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.043 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.237 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.134 12/21/2016 - 10:58 Português