CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

NADA ME PERTENCE

NADA ME PERTENCE

 

Dizem que o país onde vivo também é meu,

Mas em nada do que ele tem não mando eu,

Se ando pela esquerda, não posso andar,

Se ando pela direita mandam parar,

Se vou pelo centro é sempre proibido,

Ando baralhado, viver neste país não consigo.

 

Nasci no meu pais e nada dele me pertence,

Farto-me de trabalhar e o cansaço me vence,

Levam-me tudo o que ganho e nada tenho,

Todos os dias acordo cedo e tarde venho,

Chego a casa, tenho a minha família à espera,

Apenas trago o cansaço e ela desespera.

 

Trabalho que nem um escravo para me reformar,

Durante quarenta anos sem parar,

Mesmo cambaleando do meu cansaço,

Tenho de correr e não andar a passo a passo,

Para não chegar atrasado posso ser despedido,

E depois fico sem casa e sem abrigo.

 

Quem manda no meu país ganha por falar,

E ao fim de poucos anos se pode reformar,

Andam bem vestidos em carros caros e vistosos,

Protegidos de tudo com ar de vitoriosos,

E eu sou empurrado pela polícia que os protege,

Quando afinal sou eu sem direitos quem os elege.

 

Se grito não me ouvem, ainda vou preso,

Por pedir o que é meu e fico indefeso,

Ando triste, velho e cansado e sem esperança,

Enquanto os meus governantes enchem a pança,

À custa do meu trabalho e nada fazem por mim,

E quando tenho a mísera reforma, chego ao fim.

 

Dizem que vivo em democracia, igualdade,

Em todos os atos há critérios de desigualdade,

Há justiça e educação para ricos e para pobres,

Sendo eu que ajudo o meu país a crescer,

Apenas tenho direito a um pedaço de terra para morrer,

Democracia assim eu não quero, muito obrigado,

Não posso gritar de indignação, sou escorraçado.

 

 

Tavira, 25 de Outubro de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, março 30, 2016 - 09:53

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7731

Comentários

imagem de poetadoabc

Realmente...

"Nada realmente pertence a nós que não seja o tempo, que se tem mesmo quando não se tem nada mais."
Baltasar Gracián

imagem de José Custódio Estêvão

Poema

Nem o tempo nos pertence, o tempo é nosso dono pois somos esravos do tempo e estamos aqui o tempo que o tempo quiser.
Faça favor de ser feliz
Obrigado.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 174 12/14/2018 - 10:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 170 09/28/2018 - 14:56 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 0 279 07/25/2018 - 08:53 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 611 03/21/2018 - 15:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 827 09/04/2017 - 09:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 815 07/17/2017 - 09:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 694 06/07/2017 - 08:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 963 05/24/2017 - 10:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.067 05/24/2017 - 09:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 486 05/09/2017 - 15:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 546 04/21/2017 - 10:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 683 03/26/2017 - 19:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 606 03/24/2017 - 11:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 593 03/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 759 02/22/2017 - 10:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 566 02/08/2017 - 10:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 647 02/01/2017 - 10:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 497 01/26/2017 - 10:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 609 01/26/2017 - 10:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 651 01/11/2017 - 09:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 666 01/04/2017 - 11:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.330 12/21/2016 - 09:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.203 12/15/2016 - 13:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 708 12/07/2016 - 11:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 562 12/07/2016 - 11:01 Português