CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nada pode ser mais terrível

O que fazer para que possa entender
As razões de não poder esquecer
Uma fagulha intensa que ainda brilha no coração
E faz parte do pensamento cotidiano
E mesmo dos sonhos
Nas madrugadas que não posso dormir.

Nada pode ser mais terrível
Do que um coração que não saiba o que é o amor
Que não sinta suas raízes
Nem o vento tocando o rosto da esperança.

Quando o coração sente o impacto
Como se fora atingido por um raio
A vida passa a existir paralelamente
Na dimensão de um mundo superior
Que os mortais sentem muitas dificuldades.

Bucolicamente vejo o dia se esvaindo
Junto a ele a esperança
De ver os seus olhos meigos e serenos
Que sempre deram razão ao coração
De poder sonhar com o amor
Que não passou de uma triste ilusão.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, outubro 9, 2021 - 13:29

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 22 horas 53 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7711

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Amor Poema de amor depois do amor 0 846 11/18/2010 - 16:40 Português
Poesia/Pensamentos No epitáfio de minha vida 0 1.575 06/25/2019 - 22:47 Português
Poesia/Desilusão Percepção 0 1.181 11/18/2010 - 16:41 Português
Poesia/Amor Inevitável sentimento 0 879 11/18/2010 - 16:41 Português
Prosas/Outros Assim falou Nego Johnson 0 1.318 04/09/2018 - 23:28 Português
Prosas/Contos A Filha do Caseiro 0 1.429 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Ficção Cientifica Juan, o boliviano 0 1.097 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Contos A Igreja do Diabo 0 1.109 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Pensamentos Em Busca do Elo Perdido: Ou Uma Aventura na Noite Cacerense 0 872 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Pensamentos Falando de Saudades 0 2.062 11/18/2010 - 23:51 Português
Poesia/Meditação Dias estranhos 0 256 06/13/2021 - 18:31 Português
Prosas/Outros Cáceres 231 anos! 0 761 11/18/2010 - 23:51 Português
Poesia/Meditação Jesus Cristo é a cura para o coração 0 236 06/06/2021 - 15:24 Português
Poesia/Fantasia O poeta é semelhante as nuvens 0 1.583 04/27/2021 - 13:07 Português
Poesia/Amor Você tornou o meu amanhecer mais lindo 0 1.227 04/11/2018 - 01:16 Português
Poesia/Intervenção Terra do pecado 0 330 04/07/2021 - 19:17 Português
Prosas/Outros Um pepino é sempre um pepino 0 932 11/18/2010 - 23:55 Português
Prosas/Pensamentos Predestinação 0 1.079 11/18/2010 - 23:56 Português
Prosas/Pensamentos Homens Medíocres 0 921 11/18/2010 - 23:57 Português
Prosas/Pensamentos Escrevo Porque... 0 1.550 11/19/2010 - 00:02 Português
Poesia/Desilusão Pequenos ruídos de uma alma inquieta na manhã do tempo 0 332 03/23/2021 - 21:07 Português
Prosas/Pensamentos Ser fiel é coisa de homem inteligente 0 975 03/02/2010 - 14:58 Português
Prosas/Contos Vidas que se cruzam na eternidade 0 609 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Lembranças O que fiz ontem não posso mais fazer... 0 744 11/19/2010 - 00:03 Português
Prosas/Pensamentos Preciso me inserir nessa sujeira 0 808 11/19/2010 - 00:03 Português