CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

No Afogar das Mágoas

No afogar das mágoas sinto que estou
Dou gargalhada das dores que sofri
Divirto-me com a as alegrias que perdi
Com todo o tempo que em vão vivi

Mágoas linhas perdidas e maltraçadas
Pela incógnita do’X’ na equação da vida
Trazidas pelas loucuras dos momentos
Na ira dos pensamentos sentidos e tidos

Afogo-a em risos ocultos na alma da dor
Pressinto o perfume da gardênia desfolhada
Que o túmulo da mágoa enfeita sem pudor
Presença sentida da dor perdida no amor

Lugar triangular onde mágoa se afoga
Chama-se coração ardente no furor da raiva
Gargalhar estou de ter sofrido tal dor
Hoje mágoa se foi sem compaixão

Risos e alegrias voltaram, vida a brilhar
Lembro tempos perdidos em cóleras
Sorrisos apagados por mágoa com dor
Brilho hoje a luz como estrela de amor.

Submited by

sexta-feira, novembro 6, 2009 - 19:15

Poesia :

No votes yet

marialds

imagem de marialds
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 38 semanas
Membro desde: 03/31/2009
Conteúdos:
Pontos: 2887

Comentários

imagem de PedroSilva

Re: No Afogar das Mágoas

Temos mesmo de nos rir das mágoas que a vida nos faz nascer à face do coração, para que a tristeza nao prevaleça e não faça sua a nossa vida.

Gostei bastante deste poema! Os meus parabéns :-)

imagem de mariamateus

Re: No Afogar das Mágoas

marialds :-)

Adoro, ler os seus poemas.

Excelente!!!

Voltarei!

Abraço luz

imagem de marialds

Re: No Afogar das Mágoas

Obrigada a todos que comentaram.
Temos que gargalhar das mágoas, pois elas só exitem em nós, são sentimentos particulares de cada um, que ferem e nos jogam na tristeza.
E pergunto porque mágoas?
Elas devem ser expantadas e corridas, para que a tristeza não espie a nossa morte de sentimentos.

imagem de Poetaminas

Re: No Afogar das Mágoas

Risos e alegrias voltaram, vida a brilhar
Lembro tempos perdidos em cóleras
Sorrisos apagados por mágoa com dor
Brilho hoje a luz como estrela de amor.

Não consigo rir das tristezas e mágoas que senti. Quando me lembro ou vou falar sobre elas, meus olhos ficam cheios de lágrimas.
Não que eu as guarde. Procuro esquecer, não tenho raiva em mim, mas a tristeza perdura.
Ainda bem que vc conseguiu apagar tudo com a luz do amor, amiga! É esta luz que não deixa as mágoas tranformarem-se em outras dores físicas.
Adorei o assunto triste que se transforma em boa notícia. beijos

imagem de FlaviaAssaife

Re: No Afogar das Mágoas

Marialds,

Conseguiste em poesia sentida transformar algo por vezes subjetivo em algo concreto, palpável e vivido. Gostei imenso! Parabéns! Bjs ;-)

imagem de lau_almeida

Re: No Afogar das Mágoas

o seu poema fala de mta magoa, dor! espero que seja apenas imaginaçao sua! adorei, confesso que foi a 1º vez que entrei aqui, e adorei o seu trabalho, os meus parabens!
beijinho*

imagem de MarneDulinski

Re: No Afogar das Mágoas

LINDO, GOSTEI!
Risos e alegrias voltaram, vida a brilhar
Lembro tempos perdidos em cóleras
Sorrisos apagados por mágoa com dor
Brilho hoje a luz como estrela de amor.
Meus parabéns pelo Poema!
Marnedulinski

imagem de anaribeiro

Re: No Afogar das Mágoas

Ola minha querida lindo versejar,ha, bem sei de seus dizeres, o tempo se encarrega de tudo...um beijo.
bom final de semana!

imagem de danyfilipa

Re: No Afogar das Mágoas

Uma bela poesia..de tristeza,magoa dor..mas muito amor..e com dois lados..o lado de gargalhar por ter amado ou amar..e gargalhar por esse amor viver

beijo :-)

imagem de Manuelaabreu

Re: No Afogar das Mágoas

Delirante forma de expressar dores vividas circundadas de afogos "risos ocultos"" o afogo das mágoas à gargalhada"...poesia muito bem trabalhada.
Parabéns! :-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marialds

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Separação 0 824 07/22/2015 - 20:11 Português
Poesia/Geral Veja 0 1.145 07/19/2014 - 03:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 892 03/02/2014 - 02:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.200 03/02/2014 - 02:47 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 785 03/02/2014 - 02:41 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 1 1.507 12/20/2013 - 21:17 Português
Prosas/Outros Frase 0 1.024 11/28/2013 - 00:50 Português
Fotos/Natureza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 1.578 11/28/2013 - 00:44 Português
Poesia/Geral Noite de Solidão 0 1.333 11/27/2013 - 23:23 Português
Poesia/Geral Fria Madrugada 2 1.560 11/27/2013 - 22:34 Português
Poesia/Geral Cotidiano 2 1.101 11/18/2013 - 00:57 Português
Poesia/Fantasia Ser em Sombras 0 897 05/12/2013 - 00:30 Português
Poesia/Geral A Flor da Pele 2 1.208 06/24/2012 - 21:48 Português
Poesia/Geral Solidão de nos Dois. 2 1.127 06/17/2012 - 20:39 Português
Poesia/Geral Passagem 0 836 06/17/2012 - 02:57 Português
Poesia/Geral Momentos 1 1.447 03/30/2012 - 10:04 Português
Poesia/Geral Teu Perfume 0 1.394 03/30/2012 - 05:04 Português
Poesia/Geral Espectro 0 1.187 03/30/2012 - 04:56 Português
Poesia/Geral Na Face do Menino 2 1.250 01/22/2012 - 03:59 Português
Poesia/Geral Tombados 0 922 01/21/2012 - 03:32 Português
Fotos/Paisagens Estrada de nuvens. 0 2.785 01/15/2012 - 22:38 Português
Poesia/Haikai Sem Titulo 0 1.235 01/15/2012 - 22:00 Português
Poesia/Haikai Sem Título 0 1.039 01/15/2012 - 21:59 Português
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.120 01/15/2012 - 21:56 Português
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.213 09/17/2011 - 05:15 Português