CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O DIABO INOCENTE

Aposentou-se o diabo
Não tem mais nada o que fazer
Sem nada bom pra acontecer
Pois o lado bom fracassou
Ele do homem se afastou
Viu que estava superado
Com medo de ser perseguido
O diabo vive escondido
Pois pode ser assassinado

Tornou-se um ser obsoleto
Pois religião manda matar
Onde o diabo ia atuar
Talvez assando alguém num espeto
Num pescoço como amuleto
Está ocupado por gente
Que anda fazendo bem pior
Fazer o mal sabem de cor
E o diabo ficou inocente

Em nome de Deus, assassinos
Jogam bombas nos semelhantes
Religiosos ignorantes
Até meninas e meninos
Tem traçado os seus destinos
Por loucos e psicopatas
Que pregam a destruição
Sem paz e amor no coração
Atrás de mantos e gravatas

Terão que ir não sei pra onde
Esses idiotas que guerreiam
Que o mal fazem e semeiam
E deles o diabo se esconde
É chamado e não responde
Mas anota no seu caderno
Para não arriscar a vida
Tem medo de lhes dar guarida
E ser expulso do inferno.

“PUBLICADO EM 2006 NO MEU LIVRO “SOMENTE UMA PESSOA”.

Submited by

quinta-feira, março 7, 2019 - 13:50

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 19 horas
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 401

Comentários

imagem de J. Thamiel

Kkkk Muito bom

Kkkk
Muito bom

imagem de Sérgio Teixeira

Salve poeta J. Thamiel!

Salve poeta J. Thamiel! Obrigado pela visita e comentário. Um forte abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 203 03/27/2020 - 01:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 77 03/17/2020 - 14:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 1 247 02/29/2020 - 03:04 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 266 02/17/2020 - 17:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 100 02/07/2020 - 11:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 245 01/22/2020 - 22:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 113 01/05/2020 - 14:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 127 01/05/2020 - 13:59 Português
Poesia/Geral AGONIA DO ANO 0 117 12/30/2019 - 00:45 Português
Poesia/Geral DEVANEIO 2 481 12/22/2019 - 12:08 Português
Poesia/Geral ADEUS À PRIMAVERA 0 291 12/22/2019 - 11:36 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 131 11/10/2019 - 17:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 230 10/16/2019 - 01:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 409 10/02/2019 - 23:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 362 09/13/2019 - 17:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 395 08/19/2019 - 13:00 Português
Poesia/Geral MEU TEMPO, MEU REINO 2 397 08/18/2019 - 19:38 Português
Poesia/Geral SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 569 06/23/2019 - 12:42 Português
Poesia/Geral CANTO, SILÊNCIO E LIBERDADE 3 615 06/03/2019 - 12:39 Português
Poesia/Soneto SONETO AO EXPEDICIONÁRIO "SEU ZÉCA" 0 430 05/05/2019 - 14:35 Português
Poesia/Geral OS SONS DO TEMPO 0 428 04/27/2019 - 16:12 Português
Poesia/Tristeza AS FLORES FIÉIS 0 399 04/12/2019 - 19:07 Português
Poesia/Geral A ILUSÃO DE SER POETA 2 506 04/04/2019 - 19:50 Português
Poesia/Geral MUITO ALÉM DO MÊS DE ABRIL 0 428 04/02/2019 - 00:10 Português
Poesia/Geral QUANDO O SILÊNCIO AUMENTA 0 332 03/27/2019 - 12:11 Português