CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O homem triste sorriu!


Um homem caminhava pelas ruas ensolaradas

Ele carregava um semblante triste e desolador

A sensação era de que ele não conhecia a palavra amor

E nas ruas ele não observava a ternura das crianças

Elas brincavam e estavam a sorrir

Nem mesmo o sorriso delas conseguia lhe distrair!

Ele passava por lugares floridos

Não percebia que às vezes pisava numa linda flor

No mundo dele não havia nitidez e cor!

Insensível também a dor alheia

Olhava com ódio se alguém lhe estendesse a mão

Carregava um coração endurecido,

sem nenhuma emoção!

Nem mesmo um arco Iris possuía beleza

Ele só enxergava nuvens escuras

Estava vivendo momentos de loucura!


Ele padecia ao ver imagens que surgiam do passado

Ele destruía o presente com lamúrias de outrora

E fatalmente assassinava o futuro a toda hora!


Nem mesmo um lago parado conseguia lhe acalmar

Neste desenho ele enxergava ondas imensas

E o que era sublime ele tratava com indiferença!

Ele não olhava a claridade das estrelas

Não observava a chuva umedecendo a terra

A sensação é que ele estava a caminho da guerra!

Introspectivo, ele andava num terreno só dele

Onde habitavam os monstros do passado

Preso por algo sem conserto, num mundo perdido e alienado!


Ele dava as costas para o sol

E rejeitava o que era belo

Ele pressentia que estava ficando cego!


Ele rezava todas as noites à procura de socorro

E ao rezar o raciocínio dele caminhava para a escuridão

Ele se entregava as mágoas que lhe habitavam o coração!

Certa noite ele dormiu rezando

Sonhou que a morte havia chegado

E que tinha perdido tudo e que estava sendo enterrado!

No desespero ele quis ver o sol nascer de novo

E desejou enxergar o sorriso de uma criança

Ironia do destino,

pois o fim reascendeu-lhe a esperança!


E no sonho ele clamou com receio da morte lhe abraçar

Ele se viu sucumbindo nas profundezas do adeus

E nesta hora ele implorou por Deus!

Já era de manhã quando ele finalmente

despertou de um sonho desvairado

Ele abriu a janela do quarto

e observou um pássaro voando no céu de anil

E aconteceu um milagre;

o homem triste sorriu!

Janete Sales - Dany

 

Imagens MorgueFile

Submited by

quinta-feira, novembro 8, 2012 - 15:10

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Dany May

imagem de Dany May
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 2 dias
Membro desde: 11/01/2011
Conteúdos:
Pontos: 1271

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Dany May

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Alegria Estado de espírito! 0 1.153 11/04/2011 - 01:31 Português
Poesia/Amor Você inteiro... 0 834 11/04/2011 - 15:38 Português
Poesia/Amor Você inteiro... 0 792 11/04/2011 - 15:44 Português
Poesia/Tristeza Olhar distante... 0 2.050 11/05/2011 - 14:13 Português
Poesia/Tristeza Tomara que este post não seja uma lição para você! 10 1.725 11/08/2011 - 11:31 Português
Poesia/Desilusão É por fora ou por dentro? 0 745 11/08/2011 - 21:25 Português
Poesia/Pensamentos Sem opinião 1 554 11/08/2011 - 23:35 Português
Poesia/Geral Vou te vencer 0 1.004 11/09/2011 - 00:04 Português
Prosas/Pensamentos Nem pior nem melhor iguais! 0 516 11/09/2011 - 00:42 Português
Prosas/Contos Eu não deixei você ser feliz! 0 1.289 11/09/2011 - 01:00 Português
Poesia/Geral Viva a nossa esperança! 2 461 11/09/2011 - 02:45 Português
Poesia/Pensamentos A arte de ser mulher 2 974 11/09/2011 - 23:08 Português
Poesia/Geral Você já falou, “E SE EU” hoje? 0 558 11/10/2011 - 00:00 Português
Poesia/Geral Você sabe o que é saudade? 2 822 11/10/2011 - 02:03 Português
Poesia/Erótico Minha sede 0 858 11/10/2011 - 02:28 Português
Poesia/Paixão Rosa vermelha, a cor do meu desejo... 0 2.034 11/10/2011 - 12:29 Português
Poesia/Geral Uma fenda para o passado... 2 669 11/12/2011 - 02:05 Português
Poesia/Geral Tão violento... 2 696 11/12/2011 - 02:10 Português
Poesia/Pensamentos A nossa mais pura essência... 2 1.040 11/12/2011 - 03:36 Português
Poesia/Tristeza Viverei assim uma vida... 2 576 11/12/2011 - 21:49 Português
Poesia/Pensamentos Tão ingrata... 3 710 11/13/2011 - 14:08 Português
Poesia/Pensamentos Um sorriso ao se abrir... 0 871 11/13/2011 - 20:18 Português
Poesia/Comédia Internet Lenta... 0 814 11/13/2011 - 20:54 Português
Poesia/Pensamentos Amadurecimento 2 1.060 11/13/2011 - 21:23 Português
Poesia/Tristeza A morte... 2 954 11/14/2011 - 16:47 Português