CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Nascimento

Marta, andava estranha e agitada,
Américo, sempre ausente, e ela de esperanças,
Quase sempre com sono, cansada e enjoada,
Nunca se tinha visto em tais andanças.

Já tinha sido vista por um doutor,
Mas, tinha muita vergonha, de lhe mostrar as suas partes íntimas e ficarem ao léu,
Mesmo com o seu marido, era tapada dos pés à cabeça, com um cobertor,
Para ela, o seu corpo era como um templo, ou mais um mausoléu.

Américo, tinha-a acompanhado, sempre que ia à médica visita,
Contrariado, mas presente nela,
Não, que não gostasse, da sua graça, mas porque a via sempre muito aflita,
E de nervoso roía, as suas unhas de tal forma, que ao médico espantava a clientela.

Agora, depois de grávida, passou a estar somente,durante a semana sozinha,
Américo, estava fora, por vezes, uma semana inteira,
Dizia, ora que estava em negócios numa cidade vizinha,
Ora, que estava a valer um amigo, em apuros, ali à beira.

 

Nessa noite, algo estava errado,
Sentia consigo, um desconforto geral,
Não tinha postura, ora deitada, ora sentada, ora de lado,
De toda a forma, parecia que estava mal.

Sentia a boca do corpo a abrir,
Como que se algo tentasse dela sair.

 

Mas como seria possível, coisa tal?
Estaria na sua hora, afinal?

 

Sua pobre avó, nunca lhe falara destas coisas da maternidade,
Aliás, desde o casamento do seu irmão, nunca mais a tinha visto,
Eram nestas horas, que a velha fazia falta, para lhe dar alento e verdade,
Eram nestas dubias horas, que se questionava de tudo isto.

 

Pelas suas pernas abaixo, já raiavam fios de sangue vivo,
Por onde havia passado, as marcas da agua no chão, assinalavam o caminho,
Tudo em baixo, parecia querer saltar fora, como se algo estivesse cativo,
O seu corpo agora, rasgava de dor e desalinho.

O mundo parecia que ia acabar, ali e agora,
Algo iria acontecer...naquele dia, num dado momento, numa certa hora.

 

 

Submited by

sexta-feira, novembro 25, 2011 - 23:00

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

joanadarc

imagem de joanadarc
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 23 semanas
Membro desde: 07/18/2011
Conteúdos:
Pontos: 1571

Comentários

imagem de Eye Lii

Amiga Joana, Das tuas

Amiga Joana,

Das tuas histórias, a que gostei mais foi esta. Gostei de todas, mas esta é especial para mim.

Não há momento mais belo que o nascimento de um ser vivo. É aí que começa a aventura laugh

Adoro ler-te.

Beijocas enrranhosadas, NHIECKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK xD

Lii 

imagem de Mydeepsoul

"o seu corpo era como um

"o seu corpo era como um templo, ou mais um mausoléu."

Gostei muito de ler!

Bjs

imagem de joanadarc

Cara amiga, Sempre um prazer

Cara amiga,

Sempre um prazer receber a tua visita.

Obrigado.

Joana

imagem de Teresa Almeida

"O mundo parecia que ia

"O mundo parecia que ia acabar, ali e agora,
Algo iria acontecer...naquele dia, num dado momento, numa certa hora”.

Muda tudo amiga.
 

Li com prazer.

Obrigada.

Beijinhos
 

 

imagem de joanadarc

Cara Teresa, A vida muda

Cara Teresa,

A vida muda mesmo com o nascimento de um filho(a), neste caso, o título leva-nos a pensar isso mesmo, mas vamos ter surpresas, julgo eu, de que....

Obrigado pelo teu comentário.

Joana

 

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of joanadarc

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão ESPERO-TE 6 3.668 03/15/2018 - 11:14 Português
Poesia/Dedicado OS HOMENS TAMBÉM CHORAM... 4 1.181 03/15/2018 - 11:13 Português
Poesia/Paixão O HOMEM COM MEDO 3 1.164 03/15/2018 - 11:12 Português
Poesia/Pensamentos DEMOCRACIA DA EXPRESSÃO 11 3.388 02/27/2018 - 12:13 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 1 1.676 04/20/2013 - 01:07 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 0 3.012 04/06/2013 - 01:55 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 0 1.633 04/06/2013 - 01:50 Português
Poesia/Paixão DEBAIXO DA TUA PELE 1 2.682 03/28/2013 - 19:05 Português
Poesia/Dedicado A SOMBRA DA SOLIDÃO 1 2.050 03/04/2013 - 12:47 Português
Poesia/Paixão DEVIA TER-TE... 2 1.262 03/01/2013 - 18:25 Português
Poesia/Meditação DIZERES MUDOS 2 1.238 03/01/2013 - 18:15 Português
Poesia/Pensamentos DEIXAR O DESTINO TRABALHAR 3 1.273 03/01/2013 - 18:10 Português
Poesia/Erótico SODOMIZO-TE…O Diabo do Corpo 5 1.661 10/04/2012 - 23:55 Português
Poesia/Paixão MORRES 8 1.616 07/03/2012 - 00:57 Português
Videos/Pessoal Bruno Mars - It Will Rain 0 2.167 07/01/2012 - 00:12 Português
Videos/Música Lana Del Rey - Blue Jeans 0 1.985 07/01/2012 - 00:03 Português
Poesia/Paixão TARDO EM TI... 2 1.676 06/30/2012 - 23:59 Português
Poesia/Paixão A BELA E O MONSTRO 2 3.858 06/30/2012 - 23:38 Português
Videos/Música Alejandro Sanz - y solo se me ocorre amarte 0 2.331 06/30/2012 - 23:31 Português
Videos/Música Heartbeat City - The Cars 0 2.322 06/30/2012 - 23:11 Português
Poesia/Dedicado ESTE COMBOIO NÃO VAI PARAR 4 1.265 06/24/2012 - 22:20 Português
Videos/Música Pedro Abrunhosa - Tenho o Diabo no Corpo 0 3.290 06/22/2012 - 23:30 Português
Videos/Música Susana Félix - Idade do Céu 0 2.590 06/16/2012 - 22:36 Português
Poesia/Paixão CAÍRAM AS PONTES ENTRE NÓS 0 1.491 06/10/2012 - 21:47 Português
Videos/Música Madonna - JUSTify MY LOVE 0 1.605 06/08/2012 - 22:25 Português