CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O PÓLEN DA TUA VOZ

Convido-te na corrente de um sorriso fluente
que transita facilmente nas letras do meu olhar
entregue ao fogo que me serve de papel,
onde navegam as minhas palavras que ainda
não são voz neste vento de fascínio,
pelo teu ser no mais da vida.

Vem comigo ter as mesmas conversas
que ambos falamos no pensamento,
viver o mesmo momento no silêncio da alma.

Destapa o pólen da tua voz dentro de mim
e ficas até ao infinito das minhas palavras,
sozinhas à espera de um novo amanhecer
nas pétalas do tempo escrito
nas espigas douradas que deixas semente
no desejo de um poema sentido.

A beleza que bebo do teu corpo de mulher
é paixão num gesto de culpa crescendo
no horizonte que chama por nós,
sorvendo o universo nos braços
de uma loucura feita flor
colhida num sopro de poeta brotando
a mais bela utopia de amor.

És as vogais do luar na claridade
da minha procura das consoantes do teu corpo,
pela moldura da noite que promete voltar
para contigo passear pela luz da madrugada
ao colo de verbos infinitos que enchem
de fantasia o peito do mar.

O sombreado do imaginário
funde-se nas quimeras do teu sorriso,
germinando a eternidade
das estrelas cadentes que são lágrimas
de alegria de uma unica gota de mel,
jorrada em ti pelos olhos do sol
que se enrola insaciável nas vozes
secretas dos meus poemas.

Submited by

terça-feira, novembro 18, 2008 - 14:57

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 7 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de Henrique

Re: O PÓLEN DA TUA VOZ

Um poema escrito com alma!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.063 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.634 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.248 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.154 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.008 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.021 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.713 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.702 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.467 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.847 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.299 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.379 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.648 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.864 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.205 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.881 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.776 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.781 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.945 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.566 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.480 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.400 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.437 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.771 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.684 01/16/2015 - 20:47 Português