CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O TEU REBANHO

O teu rebanho

 

 

Tens o aspecto de Deus na aparência,

E uma linguagem de decência,

Não posso ir atrás de ti, não vi exemplos teus,

Não sei se és o diabo ou se és Deus,

Aparência e as palavras não me convencem,

 Para crer se és como os meus olhos vêm.

 

 

Tens um grande rebanho a quem comandas,

Pelas tuas palavras que para o ar mandas,

Que entram nos ouvidos facilmente,

E ficam lá de quem é muito crente,

Eu preciso de tempo para me convenceres,

Das tuas palavras e dos teus pareceres.

 

 

Não me chames infiel por não acreditar em ti,

Porque nada de bom ainda não vi em ti,

Tens uma vida faustosa à custa do teu rebanho,

Mas ninguém é do teu tamanho,

Não o deixas subir até ao teu pedestal,

Vês o rebanho lá do alto do teu palácio de cristal.

 

 

Cresceste com as migalhas que o teu rebanho te deu,

A quem a tua mente até o céu lhes prometeu,

Que não te pertence tens apenas o poder do dinheiro,

E tens o teu rebanho submisso como um cordeiro,

Pelas palavras tuas e não pelo teu amor,

Por isso não te acompanho, tens um podre valor.

 

 

Dá o que não é teu não vendas apenas palavras,

Queres tudo para ti nem dás as tuas sobras,

Dá amor, pratica o bem e contigo seguirei,

Assim como és, te ofendo, és tirano te direi,

Não enganes mais o teu pobre e vasto rebanho,

Que te dá tudo e nunca será do teu tamanho.

 

 

 

 

Tavira, 20 de Abril de 2012-Estêvão

 

 

 

Submited by

quarta-feira, maio 27, 2015 - 16:12

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 25 semanas 1 dia
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 1.946 02/24/2019 - 16:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 666 12/14/2018 - 10:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 888 09/28/2018 - 14:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.284 03/21/2018 - 15:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.181 09/04/2017 - 09:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.412 07/17/2017 - 09:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 1.750 06/07/2017 - 08:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.253 05/24/2017 - 10:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.294 05/24/2017 - 09:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 715 05/09/2017 - 15:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 861 04/21/2017 - 10:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 939 03/26/2017 - 19:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.132 03/24/2017 - 11:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.363 03/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.047 02/22/2017 - 10:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 780 02/08/2017 - 10:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 938 02/01/2017 - 10:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 820 01/26/2017 - 10:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 842 01/26/2017 - 10:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 867 01/11/2017 - 09:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 909 01/04/2017 - 11:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.854 12/21/2016 - 09:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.620 12/15/2016 - 13:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 976 12/07/2016 - 11:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 1.634 12/07/2016 - 11:01 Português