CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O VENTO E O MAR

O vento e o mar

 

 

 

Naquela madrugada com a lua vestida de luto vi um desafio,

Entre o vento furioso e as ondas do extenso mar bravio,

As ondas fustigavam a praia e o vento soprava as negras nuvens,

Que corriam no céu para qualquer lugar que eu desconheço,

Era uma luta gigante que me fazia acelerar o meu coração,

No entanto, eu gostava de ver e sentir tamanha emoção,

Que me envolvia naquela luta como se fosse juiz naquele processo.

 

A espuma das ondas cobria – me o rosto e o vento sacudia sem piedade,

E eu assistia e contemplava a esta contenda cheio de ansiedade,

Para ver quem vencia esta luta fratricida de gigantes da Natureza,

As ondas do mar sacudidas pela força da grande e vil ventania,

Até parecia que tinha boca profunda de um leão que rugia,

Mas sentia nesta luta aguerrida e furiosa qualquer coisa de nobreza.

 

Um barco dançava nas ondas e o vento sacudia – lhe as alvas velas,

Que me fazia lembrar uma linda e calma pintura de aguarelas,

O barco foi apanhado no meio desta contenda sem ter qualquer culpa,

 Que entre aqueles dois irmãos da Natureza se estava a travar

E lá se ia aguentando sacudido pela luta entre vento e o mar,

Ouvindo – se os gritos dos marinheiros com palavras que os insulta.

 

Nenhum destes gigantes queria ceder até que ouvi uma voz profunda,

Lá do alto do infinito que me parecia que era do céu oriunda,

E então, o vento e o mar, depressa obedeceram, sem reclamar,

E repentinamente tudo ficou calmo como se a luta não tivesse existido,

A Lua se vestiu de branco como uma noiva de um casamento vivido,

 Os meus olhos viram o barco navegando entre a calma do vento e do mar.

 

A seguir senti dentro de mim a alegria e a emoção de uma contenda finda,

Que gostei de ver, e fiquei muito mais calmo pelo fim desta luta desavinda,

Que punha em jogo a vida dos marinheiros daquele barco distante,

E aquela voz bramida lá do alto ordenou e o vento e o mar obedeceram,

E os dois gigantes se acalmaram e depois como amigos se abraçaram,

E assim fizeram a vontade à voz lá do alto com uma abraço apaixonante.

 

 

 

 

Tavira, 19 de Janeiro de 2010 - Estêvão

Submited by

terça-feira, fevereiro 5, 2013 - 12:05

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 4 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 212 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.397 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 891 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.152 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.364 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.322 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.738 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 964 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.365 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.389 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 969 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.551 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.193 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.048 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.260 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.157 12/21/2016 - 10:58 Português