CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Odisseia

E... Sem remorso,
ampute o desprezível.
Comece pelos: - "eu não posso...
eu não consigo...” -
Há quem pularia se a felicidade
fosse um abismo.

Volta o disco!
Quando juntei
os hemisférios.
Tomei
choque no cérebro.
Tornei-me Homero.
Do nada ao universo.

Estórias
jogadas ao acaso.
Versos conjugados agora.
Repentinamente, não é mais
como fora outrora.
Desde que abriste
a caixa de Pandora.

Intrigante alerta,
a esperança está presa
e anexa
nas tristes conversas céticas.
Nos lampejos, vislumbro:
the freak,
o possuidor-de-mundos.
Grande, largo, profundo.
Entre o Caos e o Submundo.
Não se encerra a Odisséia.
Personagens, palcos, platéias...
Enredo sem prévia de estréia.

Entendam que nessa guerra,
podem fuzilar-me com olhares
glaciais.
A armadura de Hefesto é eficaz.
Essas flechas labiais,
o calcanhar de Aquiles,
já não acertarás.
Durante o eclipse,
tornei-me esfinge.
No RAP, devorei meretrizes
que defecam no MIC.
Pseudos mc’s. Fraudes,
que atrapalham o orgasmo musical
com fonemas de diarréia cerebral.

Vocês podem ser maioria,
mas, as pedras estão
em minhas mãos.
E, não erro a pontaria.

Enganei as Moiras,
roubei o fio da vida.
Quem disse que o Bruno,
no parto morreria?
Jamais saberão quando
terminam meus dias!
Metamorfoses do Sátiro.
O ideal nunca atrofia.
Em vinte e quatro horas de escrita.
Recitando poesia,
até o Olimpo, eu derrubaria.

E... Sem remorso,
ampute o desprezível.
Comece pelos: - "eu não posso...
eu não consigo...” -
Há quem pularia se a felicidade
fosse um abismo.

II

Perante Nix,
Não se iluda
com a Medusa
disfarçada de Afrodite,
E quando olhar em seus olhos... Vichi!
Tuntum, tuntum.
Coração petrifique.
Só Eros para induzi-los
a tamanhas tolices.

Sei quem gargalhava,
enquanto estava
com síndrome
de obra inacabada.
Da ribalta observei
seu semblante de frustração
ao ver-me tendo um
ataque de inspiração.

Zé povinho, é uma espécie de Hidra,
com máscara simpática.
Por onde passa,
exala opiniões mortíferas.
A cada
cabeça cortada,
surge uma nova com dez línguas,
para falar da sua vida.

Quando chegardes ao apogeu,
perceberá que não há paz
nem nos braços de Morpheus.
Sou um anjo decaído,
agora canonizado
por ter ido
e voltado
do Tártaro.
A vitória é um banquete
dos deuses por mim degustado.

E... Sem remorso,
ampute o desprezível.
Comece pelos: - "eu não posso...
eu não consigo...” -
Há quem pularia se a felicidade
fosse um abismo.

Bruno Sanctus.

Submited by

sexta-feira, novembro 15, 2013 - 16:53

Poesia :

No votes yet

Bruno Sanctus

imagem de Bruno Sanctus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 36 semanas
Membro desde: 04/14/2013
Conteúdos:
Pontos: 299

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bruno Sanctus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Ontogênese 1 336 05/29/2014 - 21:33 Português
Poesia/Fantasia Orpheus 0 539 03/16/2014 - 04:40 Português
Poesia/Dedicado Genitora 0 513 01/27/2014 - 03:06 Português
Prosas/Pensamentos A Máquina do Tempo 2 512 01/08/2014 - 14:58 Português
Poesia/Paixão Tarantismo 0 759 01/08/2014 - 14:51 Português
Poesia/Geral Rejuvenescido 0 689 12/09/2013 - 15:59 Português
Poesia/Geral Lembranças de Nosso Aparthaid 0 385 12/05/2013 - 15:43 Português
Poesia/Geral Liberté 0 406 11/15/2013 - 17:14 Português
Poesia/Amor Endimião e Selene 0 1.634 11/15/2013 - 16:59 Português
Poesia/Fantasia A Odisseia 0 550 11/15/2013 - 16:53 Português
Poesia/Geral Persuasão 0 456 10/30/2013 - 17:50 Português
Poesia/Fantasia {Σn+torp.[(-e)²:cen]-t√e²}= 2 986 10/30/2013 - 17:22 Português
Poesia/Fantasia O Eremita 0 547 10/25/2013 - 00:59 Português
Poesia/Fantasia Hiperbole 0 750 10/25/2013 - 00:45 Português
Poesia/Erótico Paixões Corruptíveis 0 1.293 10/23/2013 - 00:18 Português
Prosas/Tristeza Parque das Verdades 0 617 10/23/2013 - 00:09 Português
Poesia/Erótico Destile-me 0 535 10/22/2013 - 23:56 Português
Poesia/Geral Psicogonia 2 632 10/21/2013 - 18:21 Português
Poesia/Tristeza Decaído 0 575 10/21/2013 - 04:25 Português
Poesia/Dedicado Gaia 0 470 10/21/2013 - 04:16 Português
Poesia/Fantasia Libris Scripta 0 478 10/21/2013 - 04:07 Português
Poesia/Fantasia Desire 0 710 10/20/2013 - 05:02 Português
Prosas/Pensamentos Mentiras 0 433 10/20/2013 - 04:22 Português
Poesia/Desilusão FREAKenstein 0 411 10/20/2013 - 04:06 Português
Poesia/Fantasia Feel 0 531 10/18/2013 - 18:11 Português