CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

OLHAR

Olhar

 

 

Olhos que vêem e não querem ver,

Sofrem de cegueira por querer,

Transformam a luz em escuridão,

E a realidade da vida em solidão.

 

Vêem a vida, mas não sabem viver,

Olham para dentro sem saber,

Que vêem apenas e não sabem pensar,

 Que podem ver vida para além do olhar.

 

Têm olhos mas é o mesmo que não ter,

Porque vêem, mas não querem ver,

A alegria ou a tristeza que a vida tem,

Nos olhos da vida de alguém.

 

Que outros olhos também têm lágrimas,

Têm sorrisos nas suas palavras,

Que podem contagiar os olhos que desmentem,

Os que não querem ver o que sentem.

 

Há olhos que querem ver luz e só tem escuridão,

Apenas têm os olhos nos dedos de cada mão,

Conhecem e vêm a vida pelo seu contacto,

Das mãos e pela voz que conhecem,

Como se tivessem luz na alma que tecem.

 

Ver e não querer ver é não ter coração,

Que bate no peito e só tem escuridão,

Vão perdendo a vida olhando só para si,

E não querem ver quem vê e anda por aqui.

 

Os olhos são janelas por onde se pode olhar,

O céu azul, a noite e as estrelas a cintilar,

Quem não quer ver não sabe dar o valor,

O que é ver a luz do Sol e sentir o amor.

 

Os olhos estão na parte mais alta do corpo,

Não se deve tapá-los e sentir o olhar morto,

A vida é linda, por pouco tempo é limitada,

Olhando tantas coisas lindas feitas de nada.

 

 

 

Tavira, 31 de Janeiro de 2012 - Estêvão

Submited by

quarta-feira, outubro 15, 2014 - 10:00

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 semanas 4 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 675 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 608 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 557 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.059 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.152 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.128 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 923 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.184 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.259 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 681 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 797 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 893 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 886 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.265 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 991 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 743 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 882 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 774 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 807 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 827 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 879 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.766 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.572 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 911 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 871 12/07/2016 - 12:01 Português