CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Os Lusos Poetas

Fala-me Camões do salso argento;
e logo vejo e acrescento
uma nota de lamento.

Como se só lusa fosse a dor,
a lamúria, o clamor,
o espanto e o horror.

E Pessoa me fala
do tamanho da alma.
É uma lágrima que cala
no meio da noite calma.

Lusos poetas. Latinos poetas.
Cantam de onde vim.
Das almas que me antecederam
nas paixões em que arderam.

Lusos poetas
da lusa poesia:
saudade e maresia
na espera de cada Maria.

Homenagem pouca ao maior Poeta vivo de Portugal, Filipe Campos Melo.
 


Produção e divulgação de Vera L. M. Teragosa.

Submited by

domingo, janeiro 17, 2016 - 21:16

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 4 anos 36 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Prosas/Outros Arne NAESS - Filósofos Modernos e Contemporâneos 0 1.769 06/27/2012 - 12:32 Português
Poesia/Fantasia Rex Tirano Candidato 0 1.400 09/18/2010 - 23:40 Português
Prosas/Outros Filosofia Moderna e Contemporânea - ORTEGA y GASSET, José - o Livre-Arbítrio - Eu sou eu e as minhas circunstâncias. 0 1.796 05/22/2012 - 23:25 Português
Poesia/Amor Laços e Fitas 0 1.086 05/16/2013 - 20:28 Português
Poesia/Geral 21 de Brasil 0 945 04/21/2013 - 16:14 Português
Poesia/Dedicado Lusos Poetas 0 1.332 11/17/2010 - 23:42 Português
Poesia/Geral Por quem 0 1.786 11/17/2010 - 23:42 Português
Poesia/Amor Ceia 0 1.739 11/17/2010 - 23:43 Português
Poesia/Geral Escritas 0 1.435 11/17/2010 - 23:46 Português
Poesia/Soneto Soneto Leve 0 2.283 11/17/2010 - 23:46 Português
Poesia/Amor Brilho 0 2.357 11/17/2010 - 23:46 Português
Poesia/Amor O Tarô e o Amor 0 861 11/17/2010 - 23:46 Português
Poesia/Geral Que 0 2.667 07/23/2009 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza Febre 0 2.030 11/17/2010 - 23:50 Português
Poesia/Geral Faça-se 0 4.618 11/17/2010 - 23:50 Português
Poesia/Geral Canário 0 863 11/17/2010 - 23:50 Português
Poesia/Geral Indigências 0 1.184 11/17/2010 - 23:51 Português
Poesia/Tristeza Hotéis 0 1.754 11/17/2010 - 23:53 Português
Poesia/Aforismo Cultivar 0 1.497 11/17/2010 - 23:54 Português
Poesia/Tristeza Morfina 0 1.352 11/17/2010 - 23:54 Português
Poesia/Amor Corpos 0 1.121 08/27/2009 - 05:15 Português
Poesia/Geral Intervalo e Avenida 0 809 05/30/2013 - 16:56 Português
Poesia/Geral O Sol e a Sereia 0 1.394 11/17/2010 - 23:54 Português
Poesia/Geral Cultura de Almanaque 0 1.470 11/17/2010 - 23:58 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Idealismo Alemão - O Suicidio - Parte VIII 0 1.886 06/30/2014 - 21:53 Português