CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Permuta

Permuta

Troquei o amor pelo jogo de amar
Traidor e infiel. Ó, sentimento!
Sorridente e sedutor, imprudente

Nesta noite selei o meu destino
Farto de dores e amores voláteis
Enterro em cada esquina um pedaço de mim
Antecipando o meu funeral emocional

Por que diferenciar o amor errante
Do amor em linha reta, por vezes, insosso?
Ambos têm início e término

Por que diferenciar o amor de final de semana
Do amor dos dias úteis?
Ambos podem exalar o perfume da vida

Por que diferenciar o amor completo
Do amor cocho, incompleto?
Ambos fazem chover em dias de sol

Por que diferenciar o amor incondicional
Do amor condicional?
Ambos trazem uma felicidade com data de validade

Por que ser um ou ser outro?
Na escolha, perdemos a ambivalência
Inerente ao universo do amor

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 02:22

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 23 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Pensamentos Palavra - Bernardo Almeida 0 440 02/28/2011 - 01:26 Português
Poesia/Pensamentos Crença e aparência 0 221 02/28/2011 - 01:27 Português
Poesia/Amor Bilheteria 0 261 02/28/2011 - 01:28 Português
Poesia/Intervenção Augusta 0 317 02/28/2011 - 01:33 Português
Poesia/Amor Prescindível 0 312 02/28/2011 - 01:34 Português
Poesia/Amor Pagão 0 249 02/28/2011 - 01:35 Português
Poesia/Amor Devoção - Bernardo Almeida 0 327 02/28/2011 - 01:36 Português
Poesia/Pensamentos Carne, osso e memórias - Bernardo Almeida 0 319 02/28/2011 - 01:36 Português
Poesia/Alegria De braços dados 0 336 02/28/2011 - 01:38 Português
Poesia/Pensamentos Geração exonerada 0 329 02/28/2011 - 01:39 Português
Poesia/Meditação Anônimo 0 288 02/28/2011 - 01:40 Português
Poesia/Dedicado Deveras, homem! 0 221 02/28/2011 - 01:41 Português
Poesia/Amor Aventura idílica 0 232 02/28/2011 - 01:43 Português
Poesia/Amor À venda 0 297 02/28/2011 - 01:44 Português
Poesia/Pensamentos Novo de novo 0 255 02/28/2011 - 01:44 Português
Poesia/Intervenção Condenação sócio-laboral 0 348 02/28/2011 - 01:45 Português
Poesia/Pensamentos O brinde da moeda humana 0 209 02/28/2011 - 01:46 Português
Poesia/Fantasia Atemporal 0 270 02/28/2011 - 01:46 Português
Poesia/Amor Retorno 0 309 02/28/2011 - 01:47 Português
Poesia/Pensamentos Leito 0 263 02/28/2011 - 01:47 Português
Poesia/Alegria Vale-vida 0 270 02/28/2011 - 01:53 Português
Poesia/Meditação Deuses e demônios 0 248 02/28/2011 - 01:54 Português
Poesia/Pensamentos Molho requentado 0 367 02/28/2011 - 01:57 Português
Poesia/Intervenção Institucionalizado 0 236 02/28/2011 - 01:58 Português
Poesia/Meditação Observador 0 198 02/28/2011 - 01:59 Português