CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PHANTOM OF OCEAN SORROW

I say to myself
why this cave pain
don´t left my far above
the ground foolish stairs
to mind face drill on my time.

The sun goes down on me
monster shade of rain from poison angels
of fear snooze desert souls deep in side
of me smooth lover.

I say to myself
why stars breathe my last breath
under the same boring garden moon
verbalize on my nightmare roses
from misery feelings on my spanking
sanctuary evil.

I am the shadow silence sounds
from blood pride.

Madness set me wild poet
in the order of sin snakes on heaven circle.

Chilly voices
make me phantom of ocean sorrow.

Bad noises murder
the inspiration slave of immortality eyes.

My life shouts get the end
on the the mountain ice in prison hand over.

My body cry spears
devoid of real insignia
in my disappearing heart in love.

I forget
my once forever song
in the night flowers when I see
my no more than self goodbye
to escape from suicide lie words.

I watch my frown
whishing the truth of my verve passion.

Frozen lips across my echo
coast to coast on my hate phrase
from breakout fire fog lacking lights.

Submited by

terça-feira, junho 22, 2010 - 00:08

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 dias
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.784 06/11/2019 - 08:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.541 03/06/2018 - 20:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.154 02/28/2018 - 16:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.076 02/10/2015 - 21:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.937 02/03/2015 - 19:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 3.938 02/02/2015 - 20:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.617 02/01/2015 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.650 01/31/2015 - 20:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.275 01/30/2015 - 22:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.799 01/30/2015 - 20:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.146 01/29/2015 - 21:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.313 01/29/2015 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.595 01/29/2015 - 00:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.751 01/28/2015 - 23:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.011 01/28/2015 - 20:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.833 01/27/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.652 01/27/2015 - 15:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.633 01/26/2015 - 19:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.831 01/25/2015 - 21:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.524 01/22/2015 - 21:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.411 01/21/2015 - 17:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.352 01/20/2015 - 18:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.397 01/19/2015 - 20:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.718 01/17/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.595 01/16/2015 - 19:47 Português