CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Plante as flores da persistência!


Dona Rosinha possuía o jardim mais lindo de uma cidadezinha do interior!

Plantava rosa, orquídea, cravo, Adália, qualquer flor!

O jardim dela era perfumado e exalava um aroma sem igual!

Aquele colorido todo levantava qualquer astral!
*
*
*


E dona Rosinha mostrava para os filhos as flores que havia plantado

Porém o jardim da senhorinha por eles era ignorado!

Passavam perto e nem olhavam e às vezes nas flores eles até pisavam!

Assim mesmo ela plantava a esperança;

pelo menos recebia os aplausos da vizinhança!
*
*
*


Certo dia Dona Rosinha não acordou e as flores ficaram esquecidas

Os filhos choraram em volta da mãezinha querida

Ela morreu dormindo e parecia estar sorrindo

Será que ela sonhou com um jardim florindo?
*
*
*


Os filhos prepararam o enterro

e procuraram por flores na cidade inteira

E não encontraram nem mesmo uma roseira!

Dona Rosinha foi enterrada sem nenhuma flor

Justo ela que havia plantando as sementes mais puras do amor!
*
*
*


O jardim de dona Rosinha foi esquecido

E lutava para não morrer mesmo sem água e enfraquecido

E todas as manhãs as flores pareciam estar regadas de pranto

E nasciam novas mudinhas; o que causava espanto!

*
*
*


E sobre as flores de Dona Rosinha os filhos colocaram cimento

Uma garagem enorme foi construída e o jardim ficou cinzento!

Porém em qualquer rachadura nascia uma flor!

E a vizinhança dizia:

-Vejam, foi a Dona Rosinha quem plantou!
*
*
*


Numa manhã de primavera o quintal inteiro estava coberto de flores

Elas eram lindas e de todas as cores!

E os filhos de Dona Rosinha desistiram da garagem

Pois era impossível não ver a mãezinha

no meio das folhagens!
*
*
*


Se você planta o bem e ninguém quer ver o plantio da sua semente,

não deixe o desanimo tomar conta da sua mente!

O que se planta nesta vida fica para toda a eternidade

Portanto nunca desista de semear a compreensão, o amor e a bondade!
*
*
*


Janete Sales - Dany

*
*
*

Flowers, Flowers. Richard Clayderman

 

Submited by

segunda-feira, agosto 27, 2012 - 20:20

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Dany May

imagem de Dany May
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 9 semanas
Membro desde: 11/01/2011
Conteúdos:
Pontos: 1271

Comentários

imagem de Sugo

Parabéns Dany, pela história

Parabéns Dany, pela história e pelas palavras tão bem construidas
....e mesmo a trilha sonora, que tem tudo a ver com a ideia do texto ;)

Abraço

imagem de Dany May

OLa amigo!

Obrigado pela participação e o estimulo!
Abraços

imagem de Adolfo

:|

Terminei de ler agora...
:||
Escrevendo-se sobre mães, quase me assusto com a coincidência: o meu 'Versos Universais V', caso consigas lê-lo até o final, segue por um caminho mais ou menos parecido com o teu... Tenso.

O que nossa habilidade de poetas em traduzirmos uns aos outros tem a me espantar agora tem para me deixar cismado...

Ainda assim eu gostei muito do teu poema, amiga Dany. Acho muito interessante o teu escrever histórias sobre todos em teus versos.

Um abraço,

Adolfo.

imagem de Adolfo

"Velho conto"

Este nome Rosinha me lembrou um outro poema de Olavo Bilac muito menos singelo, acredite! kkkkkkkk

Terminar de ler os versos...

imagem de Dany May

Olá Adolfo!

Uma poema meu ao conseguir a proesa
de lembrar os poemas de Olavo Bilac me deixa muito feliz!

Estes versos são escritos com o coração,
e as palavras simples alcançam com maior amplidão!

Obrigado amigo pela presença!

Um grande abraço!

imagem de Adolfo

Será que te deixa, mesmo?

Será que te deixa, mesmo? kkkk
Eis o dito:

VELHO CONTO
"Rita, mocinha, faceira,
passeia com o namorado
e, descendo uma ladeira,
dá um tombo desastrado.

Que tombo! quase desmaia...
e o noivo, que o tombo aterra,
vê coisas por sob a saia
mais do céu do que da terra.

Nem acode a levanta-la:
Comtempla, mora, remira,
fica tonto, perde a fala,
bate palmas e suspira.

Levanta-se ela sozinha...
vendo do moço a surpresa,
murmura rindo a Ritinha:
"Viu a minha ligeireza?"

E ele, logo: "Sim, senhora!
Vi, mas sem que suspeitasse
que aquilo que vi de fora
também assim se chamasse..."

Eu avisei que eram muito menos singelos kkkk

Sempre por aqui, amiga Dany... Sempre por aqui...

imagem de Dany May

Adolfo amigo...

É...........

rsrsrs...ele viu tudo!

Ainda bem que a moça foi ligeira!
kkkkkk

Um grande abraço

imagem de Adolfo

Pois só agora eu vi que na

Pois só agora eu vi que na verdade eu não vi nada! kkkkk
Troquei Rita por Rosa! kkkk

Contudo, ainda assim, ainda deve haver algum poema dele com alguma Rosinha pelo meio ((:

imagem de Dany May

Entendido poeta!

Valeu a intenção e me fez rir e muito...
Obrigado amigo por alegrar a minha tarde!

Abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Dany May

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos É DIFÍCIL SER INTEIRO! 3 3.358 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Quero fazer amor 2 4.414 06/29/2014 - 13:18 Português
Poesia/Acrósticos Filhos do vento 2 2.277 06/22/2014 - 18:03 Português
Poesia/Alegria Para que serve a vida? 2 2.597 06/22/2014 - 18:00 Português
Poesia/Dedicado A liberdade de ser um cigano 0 3.619 03/17/2014 - 01:12 Português
Poesia/Meditação Oh minha Santa Sara, o meu olhar está fixo no teu altar 0 5.250 03/17/2014 - 01:03 Português
Poesia/Acrósticos Santa Sara Kali - Acróstico 0 5.062 03/17/2014 - 00:51 Português
Poesia/Desilusão Sonhadora 0 2.532 02/23/2014 - 12:30 Português
Poesia/Amor Sonho ser uma ventania e não sou 0 1.836 02/23/2014 - 12:16 Português
Poesia/Dedicado Eu fito as estrelas de perto! 0 3.014 10/07/2013 - 13:54 Português
Poesia/Dedicado Minha Mãe Meu Anjo 0 5.230 08/12/2013 - 10:23 Português
Poesia/Meditação ASAS DA IMAGINAÇÃO 2 1.718 08/12/2013 - 09:48 Português
Poesia/Dedicado O Povo Cigano merece o nosso respeito! By Janete Sales Dany 0 2.741 04/07/2013 - 18:20 Português
Poesia/Pensamentos A maioria das derrotas somos nós quem fabricamos... 0 1.993 03/16/2013 - 11:29 Português
Poesia/Fantasia Poesia, a Fusão do Princípio e do Fim! 2 2.186 02/20/2013 - 22:48 Português
Poesia/Amor Você é o melhor cobertor quando estou nua. 2 2.539 02/20/2013 - 22:45 Português
Poesia/Tristeza Poesia do adeus para sempre! 0 3.300 12/04/2012 - 14:17 Português
Poesia/Acrósticos O amor cura tudo! 0 3.279 12/04/2012 - 14:02 Português
Poesia/Acrósticos Respeito pelo irmão! 0 2.920 12/04/2012 - 13:36 Português
Poesia/Meditação Não morra no deserto! 2 2.336 12/04/2012 - 12:29 Português
Poesia/Acrósticos Minha vida sem amor! 4 2.241 12/04/2012 - 12:18 Português
Poesia/Amor Quem sabe você está lá? 2 1.922 11/30/2012 - 23:00 Português
Poesia/Tristeza Um conflito sem solução! - Gazal 0 2.472 11/20/2012 - 11:43 Português
Poesia/Meditação O homem triste sorriu! 0 4.181 11/08/2012 - 15:10 Português
Videos/Poesia O homem triste sorriu e um sorriso ao se abrir...By Janete Sales - Dany 0 4.281 11/08/2012 - 14:58 Português