CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POEMAS APRISIONADOS

Nunca pensei que, um dia,
tiraria um poema a ferro e fogo
dos grilhões aos que os anjos
os prenderam para mim.

Meus primeiros poemas
saltavam amorosamente
da minha alma, do meu pensamento,
e a minha inspiração
era abundante de palavras
construídas no Bem
e para o Bem.

Então,
veio você....
Vetor das minhas alegrias.
Veio você!!!!
cujo nome não consigo soletrar.
Roubou de mim, a inspiração,
os poemas felizes,
e a alma livre.

Disse-me que iria fazer
uma “redistribuição de ideias”
entre as almas que não tinham
inspiração.

Pois bem....
Hoje, eu não mais me ilumino com um poema,
mas sofro palavras que jamais eram minhas.

E, dos grilhões astrais,
a ferro e fogo,
consigo apenas um suspiro
para dizer, cansadamente,
Que todos são felizes
com seus poemas e inspirações,
Menos a minha alma,
que chora a dor
de perder a sua essência,
que era a de ser poeta
do Bem, do Amor e da Alegria.

Hoje.... choro....
A escravidão dos meus poemas
aprisionados,
em almas que talvez
nem os queiram materializar.

Saleti Hartmann
Professora e Poetisa
Cândido Godói-RS

Submited by

sábado, agosto 19, 2017 - 07:37

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

saletihartmann

imagem de saletihartmann
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 3 dias
Membro desde: 09/21/2010
Conteúdos:
Pontos: 517

Comentários

imagem de Joel

palavras que não são minhas

mas como se fossem

imagem de saletihartmann

Poemas Aprisionados

Admiro a sensibilidade com que lês os meus poemas, Joel. Grata pelo carinho dos seus comentários.
Saleti Hartmann

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of saletihartmann

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros "NINGUÉM É DE NINGUÉM"... MAS PRECISAMOS UNS DOS OUTROS 0 126 12/10/2015 - 04:37 Português
Prosas/Outros SOBRE ORQUÍDEAS E ALMAS NOBRES 0 235 10/11/2015 - 00:12 Português
Prosas/Outros A LITERATURA COMO UM COMPROMISSO 0 263 10/10/2015 - 05:27 Português
Prosas/Cartas PRECE 0 454 10/10/2015 - 05:23 Português
Prosas/Cartas BOM DIA! 0 408 10/10/2015 - 05:20 Português
Poesia/Meditação SÓ! 0 209 09/24/2015 - 04:33 Português
Poesia/Meditação A VERDADE DA ALMA HUMANA 0 276 09/24/2015 - 04:20 Português
Prosas/Outros VOCÊ SABE DE ONDE EU VENHO? 0 182 09/24/2015 - 04:16 Português
Prosas/Outros DEUS ESTÁ AQUI 0 152 09/24/2015 - 04:12 Português
Prosas/Fábula UM ANJO EM MINHA VIDA (Crônica Fantasia) 0 365 09/24/2015 - 04:10 Português
Prosas/Outros EDUCAR-SE PARA EDUCAR 0 214 08/26/2015 - 05:48 Português
Poesia/Geral RELÍQUIAS 0 197 08/26/2015 - 05:46 Português
Poesia/Geral RINCÃO GAÚCHO 0 221 08/26/2015 - 05:43 Português
Prosas/Outros IDENTIDADE E PLURALIDADE CULTURAL 0 372 04/20/2015 - 20:28 Português
Poesia/Fantasia VIAGEM NO TREM DE PAPEL CELOFANE 0 415 04/20/2015 - 20:21 Português
Poesia/Meditação OLHO D'ÁGUA 0 308 04/20/2015 - 20:17 Português
Prosas/Saudade CRÔNICA DA NOSTALGIA 0 408 03/26/2015 - 04:40 Português
Prosas/Pensamentos CAMINHOS DA EDUCAÇÃO 0 190 03/25/2015 - 02:08 Português
Prosas/Contos UMA PEQUENA HISTÓRIA DE PAZ E DE GUERRA 0 307 03/25/2015 - 02:05 Português
Prosas/Contos ROSA... A DITADURA... E O SORVETE... 0 454 03/25/2015 - 02:03 Português
Prosas/Outros O MILAGRE DA ALFABETIZAÇÃO 0 330 03/25/2015 - 02:00 Português
Prosas/Outros MOMENTOS DE TERNURA 0 268 03/25/2015 - 01:58 Português
Poesia/Amizade POEMA DA AMIZADE 0 242 03/25/2015 - 01:53 Português
Poesia/Canção TRILOGIA DA FLOR 0 431 03/25/2015 - 01:50 Português
Poesia/Meditação QUERO FALAR DE PAZ... 0 372 03/25/2015 - 01:46 Português