CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POETA HUMILDE

...

Saudades eu já senti
de coisas que nem escrevi.
Minha falta de capacidade
inibe a minha vaidade,

então, de forma completa
com minha face discreta,
envergonhado e premido,
me reduzo encolhido
mas sem nenhuma discrição
à minha mínima dimensão.

J. Thamiel
Guarulhos, 10.06.19
09:16h

Submited by

segunda-feira, junho 10, 2019 - 13:43

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 52 minutos
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 2772

Comentários

imagem de Joel

abraço

abraço

imagem de J. Thamiel

Resposta

Bem colocado e muito bem lembrado.
Isto é coisa de mente atenta.
Quando de pensar estou cansado,
lembrança oportuna me alenta.

Obrigado pelo poema do grande
literato português F. Pessoa

imagem de Joel

somo a dimensão do que sentimos

Eu Sou do Tamanho do que Vejo
Da minha aldeia veio quanto da terra se pode ver no Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não, do tamanho da minha altura...
Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.

Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver.

Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema VII"
Heterónimo de Fernando Pessoa

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Um brilho brilha ainda 0 346 08/26/2017 - 22:07 Português
Poesia/Geral A banda... 0 665 08/23/2017 - 18:00 Português
Poesia/Geral Inocência 0 506 08/18/2017 - 13:52 Português
Poesia/Geral P A U S A 0 476 08/18/2017 - 13:38 Português
Poesia/Amor P A I X Ã O 0 329 08/17/2017 - 13:26 Português
Poesia/Geral T R A L H A S 0 624 08/14/2017 - 18:54 Português
Anúncios/Outros - Vende-se Crônicas de Púlpito 0 1.001 08/11/2017 - 15:52 Português
Poesia/Geral E, EU ME ENCAFIFO 0 512 08/10/2017 - 20:14 Português
Poesia/Geral O EXÉRCITO DOS PERNAS DE PAU 0 428 08/04/2017 - 13:15 Português
Poesia/Geral S I M B I O S E 0 702 07/26/2017 - 15:34 Português
Poesia/Geral ESTRADA NO MAR 0 1.931 07/20/2017 - 12:10 Português
Poesia/Fantasia HORIZONTE 0 804 07/18/2017 - 12:22 Português
Poesia/Geral ESSE POETA IRRITANTE 0 594 07/15/2017 - 22:15 Português
Poesia/Meditação ORGANIZAÇÃO DIVINA E CAÓTICA 0 525 07/13/2017 - 12:50 Português
Poesia/Geral DESCABIDO 0 698 07/11/2017 - 13:13 Português
Poesia/Desilusão ESTRANHA ESTÓRIA, NÃO É AMOR? 0 642 07/05/2017 - 22:10 Português
Poesia/Geral A ESFINGE 0 920 06/27/2017 - 16:15 Português
Poesia/Meditação CRUZAMENTO CENTRÍFUGO 0 378 06/21/2017 - 18:28 Português
Poesia/Geral ÀS VEZES, POESIA 0 535 06/14/2017 - 15:10 Português
Poesia/Geral PERDIDOS NO TEMPO - (o tempo é o melhor conselheiro) 0 955 06/13/2017 - 14:41 Português
Poesia/Geral E AS VACAS? 0 681 06/08/2017 - 16:31 Português
Poesia/Geral SEGUNDA-FEIRA SEM SENTIDO 0 422 06/06/2017 - 15:47 Português
Poesia/Comédia DITOS NÃO DITOS 0 488 06/02/2017 - 12:59 Português
Poesia/Geral HÁ TEMPO PARA TUDO 0 601 05/28/2017 - 04:34 Português
Poesia/Geral A FORÇA 0 393 05/25/2017 - 17:38 Português