CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PRISIONEIROS DA RUA

Prisioneiros da rua

 

A rua tem tantos e tantos prisioneiros,

Que pela condição lhes chamam desordeiros,

Vivem do nada para poder sobreviver,

Ficaram presos na rua por não ter onde viver.

 

Chamam-lhes marginas, assim, pela condição também,

Também têm como os outros um pai e uma mãe,

Pela fome pela amargura foram pela rua aprisionados,

Onde todos os dias vivem e são marginalizados.

 

A rua é imensa, a sua prisão cheia de liberdade,

Onde vivem prisioneiros sem esperança e sem dignidade,

São restos imundos atirados para a uma vida de lixeira,

Da sociedade humana, sem ninguém que os queira.

 

São considerados e escorraçados como cães vadios,

Estes prisioneiros de rua, humanos e bravios,

Sem escola, nem família vivem em autonomia,

Pois eles nada têm nem sequer uma família.

 

Estes prisioneiros apenas têm as grades do tempo,

E nesta casa sem tecto apenas sentem a chuva e o vento,

São ratos feitos humanos, vivendo nos sujos esgotos,

Onde a sociedade deita o lixo onde estendem os seus corpos.

 

Fazem do chão que outros pisam a sua própria cama,

E os outros passam, olham, desprezam, pela sua fama,

Como prisioneiros marcados, durante a vida inteira,

Fazendo da rua a sua casa, com um tecto feito de estrelas.

 

Estes prisioneiros da rua vivem nela aos bandos,

Como os pardais apenas comendo o que outros vão deixando,

Quer seja no chão e outras vezes roubam para comer,

E depois são açoitados e fogem com medo de morrer.

 

Estes prisioneiros da rua têm o um céu triste com tecto,

Têm as estrelas como mãe e a noite triste como afecto,

Já não têm lágrimas, nem esperança, já tudo secou,

Têm a rua como abrigo porque o céu da vida os expulsou. 

 

 

 

Tavira, 25 de Dezembro de 2011-Estêvão

Submited by

quarta-feira, julho 9, 2014 - 09:44

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Comentários

imagem de deborabenvenuti

Prisioneiros da Rua

Maravilhoso! Parabéns! Muito bom!
Abraços

http://oacendedordecoracoes.blogspot.com.br

imagem de José Custódio Estêvão

Poema

Muito obrigado pelo comentário. É uma realidade.
Abraços
Estêvão

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 211 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.394 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 889 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.361 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.319 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.732 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.723 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 962 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.156 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.364 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.388 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 967 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.547 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.191 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.045 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.257 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.156 12/21/2016 - 10:58 Português