CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PULMÃO DO MUNDO

Noites frias,
dias chuvosos,
árvores desnudadas,
algumas folhas presas,
queimadas pela neve.

A tristeza invade-me a alma,
corrói a esperança dos meus olhos
verem flores tombando gentilmente
num convite ao inebriante cheiro
que de si emanam.

As cigarras morrem,
os grilos não cantam,
os pássaros piam com saudade
dos galhos vestidos,
servindo-lhes de abrigo.

Terras desabam
engolindo casas,
famílias,
levando vidas destruindo
a vontade de sorrir.

O mar revolto vem buscar
o que lhe tiram por direito,
o espaço e a liberdade,
os filhos que emanam
das profundezas desse amor.

Revolta a natureza
mostra quão egoístas somos,
destruímos a beleza da vida,
o pulmão do mundo,
o verde do sonho,
o querer da esperança.

Não apanhamos o papel do chão,
o cigarro que tresanda,
o lixo do leito dos rios risonhos
agora abandonados.

Mostremos a vergonha do nosso Eu.

Juntos faremos melhor,
limparemos,
teremos cuidado
com a electricidade e a água
na força da nossa união.

Submited by

segunda-feira, janeiro 11, 2010 - 01:05

Poesia :

No votes yet

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 28 semanas 2 dias
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de Henrique

Re: PULMÃO DO MUNDO

Como sempre, o dom da verdade salta à vista nas tuas inspirações celestes, um pulmão poético interminável!!!

Beijinho

imagem de Nanda

Re: PULMÃO DO MUNDO

Maria,
Tanto há a fazer pelo pulmão do mundo e é difícil despertar os seres humanos para essa tragédia.
Beijinhos
Nanda

imagem de cecilia

Re: PULMÃO DO MUNDO

MariaMateus,

A natureza grita socorro e o Homem se faz de surdo, logo será o inverso se não destamparmos os ouvidos
Que este teu clamor voe para longe.

Cecilia Iacona

imagem de MarneDulinski

Re: PULMÃO DO MUNDO

BELO POEMA, GOSTEI MUITO!
A ABRANGÊNCIA DE SUA CRÍTICA CONSTRUTIVA E NECESSÁRIA É MUITO BOA, RELATANDO PORMENORES DO DESCUIDO HUMANO,DESDE O PAPEL NO CHÃO, O CIGARRO QUE TRESANDA; REAÇÕES DO PLANETA, COM A ALTA POLUIÇÃO, CITANDO AINDA O PULMÃO DO MUNDO O VERDE DO SONHO O QUERER DA ESPERANÇA!
ALERTEM-SE, ENQUANTO É TEMPO DE SALVAR O PLANETA...
Meus parabéns,
MarneDulinski

imagem de marialds

Re: PULMÃO DO MUNDO

'Pulmão do Mundo', uma intervenção do ponto de vista social, um clamor pela vida que esta ameaçada, em todas as espécies viventes do planeta terra.
Grande consciência social e com o lirismo de uma poesia.
Adorei.

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: PULMÃO DO MUNDO

Minha querida amiga e poetisa.

Estou aqui a ler esta maravilha de poesia. Concordo totalmente com você. Temos que limpar nosso ego para cuidar melhor do nosso planeta-lar.

Abraço de luz para ti. :-)

imagem de Gisa

Re: PULMÃO DO MUNDO

Tapa na cara dolorido, porém necessário! Muito bem, amei!

imagem de FlaviaAssaife

Re: PULMÃO DO MUNDO

MAria,

Que bela poesia, cheia de verdades! Destaco:

"Revolta a natureza
mostra quão egoístas somos,
destruímos a beleza da vida,
o pulmão do mundo,
o verde do sonho,
o querer da esperança."

Verdade nua e crua...

imagem de Dianinha

Re: PULMÃO DO MUNDO

Era bom que as mentes se transformassem e fosse assim como diz, era um melhorar do mundo, do nosso mundo!

Mas têm mais do que fazer, é mais pratico deitar papel para o chão, o cigarro e o lixo...

Gostei muito desta reflexão!

Beijinho com carinho querida...

imagem de LilaMarques

Re: PULMÃO DO MUNDO

Olá, MariaMateus,

Tu sempre chegas portando uma contribuição de grande valor!
Lindo poema sobre um tema de extrema importância, escrito com a beleza característica de tua forma...
Que toques muitos corações...

Beijo grande.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.158 02/26/2018 - 13:29 Português
Poesia/Dedicado RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.579 07/01/2013 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.450 04/01/2013 - 09:37 Português
Poesia/Desilusão RODOPIAM COMO PEÕES 0 1.650 03/30/2013 - 20:55 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.085 03/25/2013 - 18:15 Português
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.206 03/16/2013 - 22:59 Português
Poesia/Desilusão QUEBRADA 1 1.453 03/08/2013 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 895 03/08/2013 - 02:12 Português
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 1.697 03/05/2013 - 22:05 Português
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.335 03/05/2013 - 22:02 Português
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.125 03/02/2013 - 01:09 Português
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 889 02/11/2013 - 13:26 Português
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.330 02/07/2013 - 15:34 Português
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 1.661 01/14/2013 - 22:11 Português
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 1.761 12/09/2012 - 18:03 Português
Poesia/Paixão LUA MINHA 1 1.508 12/09/2012 - 00:35 Português
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.190 12/07/2012 - 16:59 Português
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 1.807 12/06/2012 - 20:35 Português
Poesia/Meditação SILENCIOSA NOITE 2 1.457 12/06/2012 - 19:30 Português
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.473 12/04/2012 - 19:11 Português
Poesia/Meditação AO SABOR DO TEMPO 0 1.888 11/29/2012 - 20:41 Português
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.287 11/26/2012 - 19:50 Português
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 1.983 09/30/2012 - 22:33 Português
Poesia/Meditação ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 1.915 09/25/2012 - 02:47 Português
Poesia/Meditação FRÁGEIS DEDOS 1 1.589 09/18/2012 - 22:32 Português