CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUE VIDA ME MATA DE TANTO VIVER

Que espera espero se velho fico neste mar
que em sede me mergulha na solidão.

Que andar parado me traz
nesta guerra de paz e escuridão.

Com que identidade me identifico
a ocupar os desertos do meu pensamento.

Que silêncio grito se calado me falo.
Que de mim me trás o passar do tempo.

Que de mim resta.

Que fim me encontrará perdido
pelo ar do passado que teima não passar.

Que importa o que me importa
se amar é a porta que me abre o olhar
fechado em nada e atado a quilómetros de saudade.

Que vida me mata de tanto viver,
que sorte a morte espreita
no meu morrer.
.
.
Henrique Fernandes

Submited by

segunda-feira, janeiro 12, 2015 - 21:18

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 5 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.995 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.609 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.219 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.139 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.987 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.009 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.684 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.685 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.422 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.829 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.253 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.362 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.630 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.825 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.167 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.871 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.743 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.750 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.918 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.560 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.388 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.426 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.660 01/16/2015 - 20:47 Português