CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AS QUEDAS QUE EU DEI

 

As quedas que eu dei

 

As quedas que dei no meu caminho,

Sempre consegui levantar-me sozinho,

Nunca fiquei caído no chão,

À espera que me dessem a mão,

Tive sempre forças para me levantar,

E no chão nunca quis ficar.

 

O chão eu piso e por ele tenho respeito,

Nele está o meu caminho que foi feito,

Para mim, pela minha força de vontade,

Saindo vencido e vencedor sem vaidade,

Continuando sempre a caminhar,

Porque é nele que quero continuar.

 

No chão ficam os mais fracos,

Feitos de gente e de farrapos,

Mas não devem ser deixados caídos,

Merecem o respeito para serem erguidos,

Pois, a quem fica caído no frio chão,

Não se deve pisar ainda mais o seu coração.

 

A minha vontade sempre foi forte,

Mais do que a minha inteligência,

O meu saber, é o meu enriquecimento,

Que guardo no meu conhecimento,

Para continuar no caminho que escolhi,

E por isso ainda ando por aqui.

 

Estou contente por ser quem eu sou,

Com o meu saber e a minha vontade aqui estou,

Para continuar sempre a aprender,

Para o meu conhecimento enriquecer,

Dele eu nunca me sacio, quero sempre mais,

Pois a saúde e o saber nunca são demais.

 

O saber nunca tem o seu próprio valor,

Se não for transmitido aos outros com amor,

Se ficar só para mim, ninguém sabe que eu sei,

Por isso no meu caminho sempre o darei,

E eu fico feliz porque ele vai continuar,

Noutro caminho ou em qualquer outro lugar.

 

 

Tavira, 9 de Outubro de 2011-Estêvão

Submited by

terça-feira, janeiro 14, 2014 - 11:35

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 semanas 5 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 822 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 608 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 557 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.063 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.152 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.130 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 947 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.185 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.260 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 682 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 800 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 894 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 889 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.266 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 992 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 744 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 883 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 775 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 809 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 827 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 879 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.769 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.574 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 914 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 874 12/07/2016 - 12:01 Português