CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Quem foi que urdiu a Palavra?

 

 

 

 

 

Em tempos mais longe que o Longínquo

Foram Urdidas em Segredo

Palavras em doces mentiras

ainda sem ter
           sombra do relógio
                sem o relógio ter sol.

 

proferiram fantasias
                                   quimeras mentiras

onde quem urgiu,
soltou em todo o Mundo

                                    o murmúrio disfarçado
  em mão estendida.

 

quando na verdade quem o dizia
se esqueceu ,
de contar de quem com a verdade
o Tocou e perdeu,

                                   de dor enlouqueceu.

 


Quem foi que urgiu a palavra Amor?

 

De minhas lágrimas crescem silvas

Urdidas palavras
Caladas
Sentidas
Agora são pétalas caídas.
 

 

 

 

 


 


 

Submited by

terça-feira, junho 28, 2011 - 02:49

Poesia :

No votes yet

MariaButterfly

imagem de MariaButterfly
Offline
Título: Moderador Vídeos
Última vez online: há 7 anos 26 semanas
Membro desde: 08/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 1428

Comentários

imagem de Rui Lima

a desilusão é sempre uma

a desilusão é sempre uma carência fortuita pela qual só nos deixamos envolver quando não conseguimos ser unos em nós mesmos

 

quando o que nos faz viver e do que vivemos é outro alguém

 

quando o duo se desfaz o uno fica

 

e essa solidão destroi o uno na procura de um outro duo no qual procura um sentido para o que é viver

 

e não uma vida em duo

 

 

beijo,

Rui Lima

imagem de M_Mariana

O início fez-me lembrar uma

O início fez-me lembrar uma história. O “tempo mais longe que o Longínquo” assemelha-se a uma espécie de corda cuja extremidade inicial está há muito perdida no tempo. Palavras como “segredo”, “doces mentiras” e “quimeras mentiras” afagam-nos o corpo da realidade e deixam a pergunta ficar em suspenso, sem resposta, como toda uma boa pergunta deve ficar. Gostei de ler. Beijo

imagem de Rui Lima

mentiras contam horas horas

mentiras contam horas

horas contam o tempo

verdades e inverdades

contam-nas o contentamento

 

a certa certeza da vida

que quem procura beleza

aquilo ou aquele ser

aquela figura esgueza

 

não pode mais encontrar

que uma figura vã

uma comedia incerta

de loucuras de colcha e divã

 

amor? amor é urdido com amizade

ternura carinho e compreensão

não há lugar ao amor

onde só se sente t....

 

hoje em dia pensa-se que o amor é algo estranho... estranho é também que quase ninguém compreender que a palavra amor é só uma palavra...

 

que mais que o seu significado existe a amizade o carinho, o companheirimos, a compreensão...

 

as únicas pessoas que nós sem saber realmente amamos são os nossos melhores amigos... sejam eles familia ou amigos...

 

e quem procura algo que não encontra em alguém que não quer ser seu amigo nunca atingirá o verdadeiro significado da palavra "AMOR"

 

beijinhos,

Rui Lima

imagem de MariaButterfly

O amor é uma mistura

O amor é uma mistura estranha,
Que se entranha em nós...

Amor é tudo como nada,
Talvez ninguém saiba ao certo o que é o amor.


Obrigada pela tua presença,

Beijos
 

imagem de rainbowsky

Amor...

 

Gostava ade ter palavras para descrever o que este poema me fez sentir.

Só me surgiu um pensamento:

 

"O amor é forte como a morte"

 

De tão poderoso e belo que pode arrebatar a felicidade, e de amargo e sufocante, que noutros modos consegue ser.

 

Inequivocamente um poema de excelência, com uma imagem que traduz bem as amarras silenciosas, capazes de nos transpor para uma outra dimensão. Os olhos escondidos e um crescendo de desespero:

 

                           De minhas lágrimas crescem silvas

 

 

Gostei muito.

 

Beijo grande em ti*

imagem de MariaButterfly

O Amor é como a Morte Uma

O Amor é como a Morte

Uma frase que faz pensar muito,
Sim talvez seja, forte como a morte, sem retorno por vezes.

Na imagem tento mostrar exactamente aquilo que dizes
Como somos puxados, de um lado pró outro.

Como se tivéssemos cordas, amarras.

Mas também pensei nela(na imagem)
Como pêndulos de relógio,
Em total descontrole.

Sem nexo algum.


Beijos Grandes, tinha saudades da tuas palavras
E adorei aquilo que disseste.


 

imagem de loftspell

Distante permanece a palavra,

Distante permanece a palavra, como vida passada. Parabéns pelo belo poema

Abraço

imagem de MariaButterfly

distante a palavra, perto o

distante a palavra, perto o eco...

 

obrigado,pelas tua palvras e presença.

 

beijos

imagem de SuzeteBrainer

Um poema que ecoa em nossa

Um poema que ecoa em nossa alma com a sua beleza genuína, onde as palavras caem como folhas emitindo um sentir profundo...

E linda essa tua construção:" Ainda sem ter/sombra do relógio/sem o relógio ter sol."

Beijosmiley

imagem de MariaButterfly

obrigada pelas tuas palavras

obrigada pelas tuas palavras e por estares

sempre presente,

fico muito feliz por isso.

 

beijos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariaButterfly

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Em Espelhos partidos Existem sempre reflexos Reflectidos 15 2.507 03/06/2018 - 19:56 Português
Poesia/Tristeza Vingo-me 2 2.352 02/27/2018 - 11:33 Português
Poesia/Dedicado Templo de Alma 4 1.091 06/29/2012 - 21:56 Português
Poesia/Geral Nenhuma noite é Eterna 6 946 06/26/2012 - 22:28 Português
Poesia/Geral Tu, tu fazes-me falta 14 1.918 06/26/2012 - 22:27 Português
Poesia/Fantasia Serei...Sou uma Borboleta! 7 1.746 06/26/2012 - 22:26 Português
Poesia/Geral A Perfeição é uma flor chamada Amor 11 964 06/24/2012 - 19:20 Português
Poesia/Geral Fôlego Luz Vida 6 856 05/23/2012 - 22:52 Português
Poesia/Geral Sonho? 4 1.148 05/15/2012 - 22:14 Português
Poesia/Geral No meu último Ritmo ressuscita-me 13 1.886 05/12/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral Em Ti existe um Fascínio 16 2.759 05/05/2012 - 23:00 Português
Poesia/Geral És Poesia 11 1.959 05/05/2012 - 22:57 Português
Poesia/Geral Guiões são Guiões 10 1.197 05/01/2012 - 23:39 Português
Poesia/Geral A Corda que te Dou 21 1.667 04/20/2012 - 22:23 Português
Poesia/Geral Faria um Relógio de Sol pra me iluminares 6 1.290 04/11/2012 - 22:08 Português
Poesia/Geral Longe é o tempo que Te traduz 6 1.405 04/04/2012 - 23:26 Português
Poesia/Geral Partiste na Noite calaram-se os Pássaros 8 1.042 03/29/2012 - 23:14 Português
Poesia/Geral Gélida ilusão de Ti 14 1.775 03/29/2012 - 00:42 Português
Poesia/Geral Só metade tem a Luz 11 1.171 02/29/2012 - 14:51 Português
Poesia/Geral Todas as tuas Velas estão apagadas 6 960 02/12/2012 - 22:35 Português
Poesia/Geral Horizonte em Fogo 8 1.531 01/21/2012 - 22:37 Português
Poesia/Geral Poema gráfico- Sou (quero) 4 3.058 11/30/2011 - 00:17 Português
Poesia/Geral A Verdade da Alma que habita em Mim 16 1.897 10/28/2011 - 22:04 Português
Fotos/Outros Goodbye 2 2.590 10/24/2011 - 23:58 Português
Poesia/Tristeza Em Gelo Ponto de Fusão 6 1.856 10/07/2011 - 22:50 Português