CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUERO SONHAR

Quero sonhar

 

 

Sonhos e ilusões é o que eu tenho mais,

E o tempo que passa não voltará jamais,

Mas eu quero continuar a ter ilusões e sonhar,

Para ir vivendo com o tempo que me resta,

Não quero tristezas e do meu tempo, quero festa,

E muito sonhos para me iludir e brincar.

 

Não quero ais nem pensar no que já passou,

Quero pensar para a frente, o futuro não terminou,

Dar um chuto no passado e viver o presente,

Para sonhar com o futuro que não sei quando acaba,

Nem desejo saber, pois não me serve para nada,

Não sou eu que mando, quero viver contente.

 

Sinto que ainda sou gente, ainda posso pensar,

Por isso ainda existo e quero ainda sonhar,

Enquanto tiver saúde e vontade de viver,

Enquanto fui novo gastei a minha saúde,

Abusei dela enquanto trabalhar eu pude,

E agora gasto o dinheiro para a não perder.

 

Queixar – me não vale a pena, certamente,

Não vou cansar a memória enquanto for gente,

Um certeza eu tenho, alegremente vivo com ela,

Sei que não sou eterno e por isso quero aproveitar,

Os bons momentos que a vida ainda me pode dar,

Pois a vida é só uma e sei que é a mais bela.

 

Amanhã tenho a certeza que o Sol nasce mais uma vez,

Não nasce só para mim, digo com muita altivez,

Nasce para toda a gente quer sejam plebeus ou da nobreza,

E eu vou acompanhando a Terra nas voltas que ela dá,

Assim como toda a gente que anda para cá e para lá,

E eu quero continuar a viver com a minha singeleza.

 

Faço adeus ao tempo que todos os dias por mim passa,

E eu quero ir vivendo, porque ao viver acho graça,

Quero continuar a sonhar porque se sonhar eu vivo,

Também quero continuar a rir nos momentos de humor,

E desejo ter dentro da minha alma muito amor,

Porque viver sem ele, certamente eu não consigo.

 

 

Tavira, 31 de Dezembro de 2010 – Estêvão

Submited by

segunda-feira, abril 22, 2013 - 09:48

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 19 horas
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7731

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 21 12/14/2018 - 10:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 129 09/28/2018 - 14:56 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 0 252 07/25/2018 - 08:53 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 542 03/21/2018 - 15:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 737 09/04/2017 - 09:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 712 07/17/2017 - 09:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 649 06/07/2017 - 08:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 894 05/24/2017 - 10:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.039 05/24/2017 - 09:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 439 05/09/2017 - 15:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 468 04/21/2017 - 10:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 621 03/26/2017 - 19:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 573 03/24/2017 - 11:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 415 03/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 690 02/22/2017 - 10:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 521 02/08/2017 - 10:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 527 02/01/2017 - 10:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 452 01/26/2017 - 10:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 546 01/26/2017 - 10:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 600 01/11/2017 - 09:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 583 01/04/2017 - 11:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.222 12/21/2016 - 09:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.129 12/15/2016 - 13:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 671 12/07/2016 - 11:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 491 12/07/2016 - 11:01 Português