CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

As razões de nossas doenças

O que reina na sociedade hodierna
É uma ordem imperativa de felicidade
Onde temos a obrigação de ser feliz
De estar sorrindo o tempo todo
Em meio as tragédias e injustiças
Obrigados a rir da própria desgraça
Onde tudo é parte de uma grande piada
Sem graça.
A exigência de uma vida feliz
Que ofusca o apogeu de tanto sofrimento
Nas partes mais obscuras das almas
Escondidas nos cantos sombrios da solidão.
Os fantasmas do sorriso alheio
O medo de transparecer os nossos medos
Sufocam as mentes inquietas
Em meio ao desespero humano.
As razões das nossas doenças
Estão por todas as partes.
A busca frenética por aprovação e reconhecimento
Na busca incessante e inescrupulosa
De poder e mais poder
Status e aplausos
Determina a loucura de um mundo embalado
Pela miséria e egoísmo.
A tirania do urgente faz com que tenhamos
Pressa de ter pressa
Que não olhemos para as pessoas a nossa volta.
A violência, a corrupção e as injustiças
Não podem negar a luta de uma sociedade
Corrompida pela ganância de mais poder.
Poderia haver algo que vai além da alma
E que ainda podemos entender?
Devoro livros e mais livros
Na busca incessante para descobrir
Se consigo encontrar uma luz na escuridão.
Por que o medo da morte
Quando a desafiamos descaradamente?
Consumo, consumo e mais consumo
Exploração desenfreada
Que aumenta o quadro de pobreza e injustiça
Enquanto exige-se um sorriso no rosto
Uma aparência de piedade.
O que fazer diante de tanto apelo à felicidade?
Como sobreviver em meio aos lobos?
Será a loucura o único remédio
Para a cura de uma sociedade doente e macabra?
Será a humanidade autônoma da natureza?
O que somos nós sem os rios, sem o meio ambiente?
Sem dúvidas que devemos rever nossa atitude
Em relação ao destino humano
E considerar dar um passo atrás
Pensar alternativas possíveis
Para não destruirmos o único lugar possível
Destinado ao ser humano.
Creio ser possível ir além
Para ver novos horizontes
E esta esperança de dias melhores
Me parece uma bela visão do futuro.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, abril 10, 2020 - 18:58

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 horas 43 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 5198

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia A pequena árvore 0 135 02/26/2021 - 20:41 Português
Poesia/Intervenção As virgens imprudentes 0 112 02/25/2021 - 14:03 Português
Poesia/Amor Desejo imenso 0 176 02/24/2021 - 20:47 Português
Poesia/Tristeza Escrevo-te para contar como estou 0 129 02/23/2021 - 18:23 Português
Poesia/Desilusão As mil partes do meu coração 0 104 02/22/2021 - 19:38 Português
Poesia/Paixão Diário de uma paixão 0 82 02/20/2021 - 21:06 Português
Poesia/Desilusão Por que tudo se acaba com o vento? 0 105 02/19/2021 - 18:13 Português
Poesia/Desilusão Será que não lembra? 0 140 02/18/2021 - 14:57 Português
Poesia/Meditação A Personagem 0 136 02/17/2021 - 18:42 Português
Poesia/Meditação Não ter medo de encarar os desafios da vida! 0 151 02/15/2021 - 18:51 Português
Poesia/Tristeza A dor escondeu-se no silêncio 0 155 02/15/2021 - 11:48 Português
Poesia/Intervenção As sobras da vida 0 152 02/13/2021 - 19:13 Português
Poesia/Intervenção Hipócritas 0 170 02/12/2021 - 18:49 Português
Poesia/Paixão No alvorecer do seu olhar 0 81 02/11/2021 - 18:13 Português
Poesia/Amor A deusa da minha poesia 0 161 02/11/2021 - 13:18 Português
Poesia/Intervenção Hiroshima 0 86 02/10/2021 - 17:53 Português
Poesia/Meditação Não tenha medo do silêncio 0 108 02/09/2021 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza De tudo ficou um pouco 0 111 02/08/2021 - 22:41 Português
Poesia/Desilusão Essa religião 0 76 02/08/2021 - 17:31 Português
Poesia/Intervenção Mal acariciada pelo destino 0 146 02/06/2021 - 20:57 Português
Poesia/Desilusão Se eu soubesse que a dor fosse tão terrível assim 0 151 02/05/2021 - 21:51 Português
Poesia/Desilusão Os teus passos parecem que tem o som da solidão 0 137 02/05/2021 - 17:27 Português
Poesia/Intervenção Protestos de um morador de rua eloquente 0 117 02/04/2021 - 21:46 Português
Poesia/Paixão Porque certas pessoas são cegas em suas paixões 2 164 02/04/2021 - 21:45 Português
Poesia/Intervenção A incapacidade monstruosa de se levar algo assim tão a sério 0 146 02/03/2021 - 18:14 Português