CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Reflexo

Faz tempo que nada acontece na minha vida.
Meus cabelos estão longos.
Se não fossem as raízes negras,
Talvez nem tivesse notado
Que a areia do tempo precisa ser virada.
Agora uso óculos garrafais,
Já não vou ao templo de Baco comungar do néctar,
Nem pareço maria fumaça a correr gritando pelos trilhos da noite.
A verdade é que as raízes estão brancas.
E o salario minimo é o que convém
Não existem desejos superfluos para satisfazer.
Por vezes penso que não deveria virar a ampulheta.
Quem sabe assim os vincos nos olhos não virariam canyons,
E a calmaria seria sempre a morna hora de todos os dias.
Mas a roda precisa girar.
Quer queira quer não.
Seria melhor se algo acontecesse na minha vida.
Então tomo o tempo em minhas mãos.
Movo as areias.
E me embelezo para que chova
No deserto do meu coração.

Submited by

sábado, abril 10, 2010 - 03:58

Poesia :

No votes yet

ZiZi

imagem de ZiZi
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 1 semana
Membro desde: 08/23/2009
Conteúdos:
Pontos: 274

Comentários

imagem de Gisa

Re: Reflexo

É só uma fase amiga, logo tudo passa, algo novo acontece e voce está linda de novo! Vire a ampulheta sem medo, os vincos são apenas as vezes que sorriu. Abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ZiZi

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Cascas de ferida 1 659 04/16/2011 - 03:58 Português
Fotos/ - 2163 0 856 11/24/2010 - 00:45 Português
Fotos/ - 1680 0 888 11/24/2010 - 00:40 Português
Fotos/ - 1681 0 808 11/24/2010 - 00:40 Português
Fotos/ - 1682 0 851 11/24/2010 - 00:40 Português
Poesia/Geral 0 421 11/18/2010 - 15:58 Português
Poesia/Geral 52 e meio 0 485 11/18/2010 - 00:00 Português
Poesia/Geral Reflexo 1 371 04/10/2010 - 04:47 Português
Poesia/Geral Afagos na Desilusão 3 455 03/06/2010 - 13:32 Português
Poesia/Geral Na minha voz 2 463 03/06/2010 - 04:16 Português
Poesia/Geral Castelos da Infância 2 385 03/06/2010 - 04:14 Português
Poesia/Geral Jantar 2 372 11/21/2009 - 19:03 Português
Poesia/Geral Hi! Hello! 1 435 11/21/2009 - 06:41 Português
Poesia/Geral Brazilian wax 1 511 11/21/2009 - 05:39 Português
Poesia/Geral Esmola p´ra play 4 453 11/01/2009 - 23:21 Português
Poesia/Geral Reforma Agraria 2 422 11/01/2009 - 00:49 Português
Poesia/Geral Aquecedor de baixo custo para chuveiro 3 407 10/30/2009 - 21:08 Português
Poesia/Geral Corredor do tribunal 3 444 10/30/2009 - 18:30 Português
Prosas/Mistério PERNA AMPUTADA 2 579 10/07/2009 - 16:11 Português
Poesia/Geral Vitimas inocentes 2 402 10/07/2009 - 15:06 Português
Poesia/Geral Vicio 1 447 09/28/2009 - 12:41 Português
Poesia/Geral Atemporal 1 556 09/28/2009 - 12:37 Português
Poesia/Geral Classificados 2 403 09/27/2009 - 15:38 Português
Poesia/Geral Atualizado o passado, renovada a dor 1 381 09/27/2009 - 03:56 Português
Poesia/Geral Calo me calo 2 422 09/27/2009 - 01:17 Português