CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Resistência

Não sinto minhas mãos
Estão paralisadas, atrofiadas, algemadas
E minha voz sufocada
Já não posso gritar a revolução.

Não há manifestações
Que possam romper a crueldade
A maldade, a infelicidade
De gente sem afeto nos corações.

Já não tem remédios com que venha curar
Tamanha ignorância social
De gente tão propensa ao mal
Que destroem os que procuram amar.

Eu quero abrir meu coração
Falar do grande desastre racional
De um mundo tão radical
Que fere na alma a emoção.

Sou um ser humano sonhador
Que um mundo melhor deseja
Para os meus filhos almeja
Um mundo repleto de amor.

Mas onde esse amor se pode encontrar?
Se a maioria não busca viver
Se a maioria não quer nem saber
E nem ao próximo deseja amar?

Não deixarei que destruam os sonhos meus
Nem que a minha voz se faça calar
Aos quatro cantos do mundo vou gritar
Que não acabem com os planos seus.

Vamos uma sociedade justa organizar
Com ousadia e resistência
Lutar com persistência
Para um mundo melhor ao futuro deixar.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

domingo, fevereiro 17, 2019 - 13:21

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 15 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4120

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Amor Que essa ilusão morra enquanto ainda é esperança 0 619 09/01/2014 - 23:57 Português
Poesia/Amor Cada minuto 0 476 09/12/2014 - 00:43 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite me procura 0 491 04/19/2018 - 01:43 Português
Poesia/Amor Como sinto sua falta 0 602 06/26/2015 - 17:58 Português
Poesia/Meditação A árvore está viva 0 352 06/26/2015 - 17:56 Português
Poesia/Tristeza Vou caminhar sozinho 0 1.255 04/07/2015 - 14:38 Português
Poesia/Meditação Os tentáculos do sistema 0 299 04/10/2015 - 17:45 Português
Poesia/Amor Só não quero que você saiba 0 403 04/10/2015 - 17:47 Português
Poesia/Amor Passado, presente e futuro em seu olhar 0 342 04/13/2015 - 23:10 Português
Poesia/Amor Seu sorriso é o paraíso 0 431 04/27/2015 - 17:45 Português
Poesia/Amor Como disfarçar este sentimento? 0 575 05/09/2015 - 00:36 Português
Poesia/Paixão Uma paixão violenta! 0 976 05/11/2015 - 15:08 Português
Poesia/Amor Só agora percebo 0 347 05/13/2015 - 13:17 Português
Poesia/Amor As palavras que jamais te falarei 0 419 05/18/2015 - 17:48 Português
Poesia/Tristeza Borboleta 0 563 05/19/2015 - 18:43 Português
Poesia/Pensamentos Por que tanto desespero? 0 502 05/21/2015 - 14:22 Português
Poesia/Dedicado Sarah - 17 anos! 0 998 05/22/2015 - 17:28 Português
Críticas/Outros Igualdade ou desigualdade? 0 427 05/23/2015 - 19:41 Português
Poesia/Amor Lá fora o vento varre as folhas 0 488 05/23/2015 - 19:44 Português
Poesia/Amor Se eu te amar 0 1.180 05/23/2015 - 19:47 Português
Poesia/Meditação Um amigo fiel que me acompanha 0 290 06/26/2015 - 17:54 Português
Poesia/Amor Olhos de esperança 0 421 05/25/2015 - 20:12 Português
Poesia/Amor Antes que tivesse fim 0 527 05/26/2015 - 18:32 Português
Poesia/Desilusão Se o amor não faz parte 0 713 05/27/2015 - 23:41 Português
Poesia/Amor A beleza de seus olhos 0 674 05/27/2015 - 23:46 Português