CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Revista ao corpo, minha casa

Passei em revista
o corpo, minha casa.
Pensei encontrar
tudo em desordem…

Comecei pelo exterior,
partes mais visíveis
membros,tronco,
pescoço e rosto.

Não havia pressa…
Verifiquei, apalpei, mirei.
Nada notei…
Em desordem!

Virei-me para o interior…
Apelei aos meus sentidos,
sentinelas de percepções
que extravasam sensações.

Senti o sangue correr…
Sem obstáculos, nas veias.
Sosseguei…

Detive-me atentamente
em outros compartimentos:
sala de visitas,
quartos…
Tudo a meu olhar
parecia repousar…

Donde vinha a inquietação
da mente,
do coração?
Sentia-me contente
mas algo clamava atenção.

Seria a alma em suspenso
de visita inesperada?
Certamente que queria
estar bem enfeitada
para receber o imprevisto.

Lavei-a em cheiros de rosa
que colhi, no meu jardim.
Retirei qualquer espinho
que a pudesse magoar.

Perfumada e sorridente
sussurrou ao meu ouvido:
acalma-te, não faz sentido
tanta preocupação.
Respira fundo,
deixa-te levar, de mansinho.
Adormece, aconchegada,
no teu ninho,
de sonhos possíveis
e rico de carinho
quando te dás, em sorriso

Segui o conselho…
Nada havia em desalinho.

Saio de dentro de mim.
Viro-me para a natureza
que contemplo na sua beleza.
A paz instalou-se, fora de mim…

O conselho ficará
qual sinal postado no caminho.
Assim afastará
a tentação de consertar o meu destino
!

OF 19-02-2011

 

Submited by

terça-feira, fevereiro 14, 2012 - 02:15

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 semanas 5 dias
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1918

Comentários

imagem de Jorge Humberto

Minha estimada amiga e poetisa, Odete,

Minha estimada amiga e poetisa, Odete,
 

que não me julgues um qualquer intruso, apenas gostaria de ter a honra de tua presença, no meu cantinho de poesia, possibilitando-te assim ler meus últimos poemas... que quando saem de mim são de todo o mundo, toda a gente.
Obrigado pela atenção dispensada.

Beijinhos meus
Jorge Humberto

imagem de Odete Ferreira

P/Jorge Humberto

Caro amigo: de todo te considero um intruso...Sinto-me honrada pelo teu convite. Infelizmente o tempo é que me é escasso. Ler, vou lendo mas  comentar já me exige

mais tempoo, aquele que é necessário para poder comentar com propriedade. Farei um esforço, logo que tenha os testes dos alunos corrigidos...

Bjosmiley

imagem de Teresa Almeida

Não sei, estariam os

Não sei,

estariam os compartimentos todos arrumadinhos?

Não creio,

algo disparou do lugar costumeiro.

Depois da revista

ficou um um perfume inebriante.

no teu poema, querida amiga Odete.

Cheira bem.

Bjuzz

 

imagem de Odete Ferreira

P/Teresa Almeida (Passei em revista...)

Queria amiga Teresa: certamente que num olhar superficial, estariam mas aquele olhar que se concentra na alma,

certamente achava que não. Daí a dicotomia interior/exterior...Bem, em suma, um momento de vida totalmente metaforizado...

Obg, uma vez mais!

Bjosss smiley

imagem de Jorge Humberto

Gostei muito de ler

Gostei muito de ler esta tua viagem que para mim tem aqui o seu desenlace de perfeita harmonia:
 

Saio de dentro de mim.
Viro-me para a natureza
que contemplo na sua beleza.
A paz instalou-se, fora de mim…
 

Parabéns!
 

Beijinhos
Jorge Humberto

imagem de Odete Ferreira

P/ Jorge Humberto (Revista ao corpo minha casa)

Amigo Jorge Humberto; grata pela tua presença e comentário...

Concordo que estes versos sejam quase a centralidade do poema, a dicotomia dentro fora, materializados ambos os espaços.

Contudo, são apenas cenário. A inquietação permanece...

Bjosmiley

imagem de Nostalgia

Belo, simplesmente

Belo, simplesmente belo....
Fiquei extasiada pela leveza do poema que de simplicidade tem apenas...não sei o quê.
LINDOyes

imagem de Odete Ferreira

P/Nostalgia

Obg pela tua apreciação, amiga Nostalgia; original, no mínimo!smiley

(De repente, ocorreu-me pensar no sentido do termo simplicidade...Usamos muito mas não é fácil traduzir em palavras!)

Bjo

imagem de MarneDulinski

Revista ao corpo, minha casa

Viajei junto com sua linda meditação, adorei, gostei muito!

Meus parabéns, Luz, Vida, Amor e Paz Profunda!

Um abraço,

Marne

imagem de Odete Ferreira

P/ Marne (Revista ao corpo, minha casa)

Que bom, Marne, ter assim um companheiro nesta viagem!!!

Agradeço a presença e o delicioso comentáriosmiley

Bjo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 0 258 04/25/2016 - 02:29 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 0 275 12/30/2015 - 22:42 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 372 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 0 383 12/13/2015 - 19:07 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 504 11/25/2015 - 02:18 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 2 322 09/05/2015 - 19:00 Português
Prosas/Outros Da alma 0 265 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 539 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 337 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 390 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 463 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 334 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 566 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 533 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 508 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 696 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 609 12/30/2014 - 14:27 Português
Poesia/Geral Semeio-me de Natal 0 438 12/23/2014 - 00:14 Português
Poesia/Meditação Beleza horizontal 0 615 12/05/2014 - 20:07 Português
Poesia/Geral Tens o milagre na mão 0 499 11/17/2014 - 02:27 Português
Poesia/Dedicado E eu seguia-te 0 487 11/08/2014 - 17:06 Português
Poesia/Soneto Resgate 0 527 11/03/2014 - 01:47 Português
Poesia/Tristeza Vazios 0 658 10/21/2014 - 16:01 Português
Poesia/Geral Versos molhados 0 487 10/09/2014 - 00:52 Português
Poesia/Fantasia Da vida extraímos sinfonia 0 503 10/03/2014 - 00:57 Português